shadow

Coty passa a licenciar a divisão de beleza da Burberry.

Perfumart - post Coty licencia Burberry testadaA Burberry, grife de luxo britânica, assinou um contrato de licenciamento de sua linha de beleza, envolvendo fragrâncias e cosméticos, com a multinacional Coty. Os valores somam US$ 162 milhões, além de um pagamento de US$ 63 milhões por estoque, em um acordo que ajudará a desenvolver novos produtos e beneficiar a expansão da marca, através da extensa rede de distribuição do grupo Coty. Além dos valores já citados, a Coty deverá pagar royalties a partir de outubro.

A gama de beleza da Burberry é liderada, atualmente, pelas fragrâncias My Burberry e Mr Burberry. Ainda, inclui cosméticos para ajudar a introduzir sua marca a novos consumidores.

A empresa voltou a controlar a divisão de perfumes, internamente, em 2013, após cerca de vinte anos, nos quais o licenciamento esteve sob a tutela da francesa Interparfums. Em comunicado, a Burberry disse que iria manter o controle criativo, enquanto a Coty – que licencia marcas como Gucci, Hugo Boss e Calvin Klein em seu portfólio – iria entrar com a sua rede de distribuição global. A Coty é uma das líderes do setor de beleza, com US$ 9 bilhões de receita anual.

A executiva financeira da empresa, Julie Brown, disse que a Burberry reposicionou seu negócio cortando as vendas ao canal secundário, e que agora era hora de se unir para desenvolvê-la ainda mais. “A Coty tem uma experiência muito ampla de trabalhar em estreita colaboração com outras marcas de luxo. Com esse acordo, vamos nos beneficiar de sua experiência profunda na indústria e também de sua distribuição de primeira classe.”, disse ela em entrevista.

A divisão de beleza contribuiu com 7% da receita total da Burberry no primeiro semestre de seu ano fiscal de 2016/17, que foi 17% menos que no período anterior. No ano fiscal de 2015/16 a divisão de beleza da Burberry gerou um volume de negócios de 203 milhões de libras esterlinas. Suas vendas globais ficaram em 2.515 bilhões de libras. Em maio de 2016, a empresa anunciou a implantação de um plano de economias, a fim de economizar 100 milhões de libras até 2019.

O Diretor de Operações, John Smith, disse que vê uma oportunidade para aumentar as vendas de cosméticos nos próximos meses: “Maquiagem é uma ferramenta de recrutamento-chave para uma marca de luxo.”, afirmou.

Para finalizar, a partir de julho, a Burberry contará com a presença de Marco Gobbetti, ex-CEO da casa de moda Céline, que assumirá o cargo de CEO. A fim de ajudar a reatar o crescimento da empresa, ele assumirá uma parte das funções de Christopher Bailey, que ficará com a Direção Artística.


 

The following two tabs change content below.
Publicitário, amante da comunicação, blogueiro, apaixonado por fragrâncias e cosméticos em geral. É colecionador de perfumes, resenhista nacional e internacional, consultor particular de fragrâncias e dono de um grupo no Facebook voltado apenas para os homens. Criador e proprietário do Perfumart, site especializado em perfumaria.

Latest posts by Cassiano Silva (see all)

Fique à vontade para deixar o seu comentário!

Translate »