shadow

Será o início de uma nova era na perfumaria da Donna Karan?

Perfumart - post Donna-Karan

Donna Karan deixa a direção criativa da marca que leva seu próprio nome.

A estilista, de 66 anos, tomou esta decisão, pois quer dedicar-se ao projeto “Urban Zen Foundation” (fundado em 2007), que é uma organização que sensibiliza e colabora de forma a inspirar mudanças nas áreas de bem-estar, preservação de culturas e educação. Ela abandona o cargo de Diretora Criativa da Donna Karan International, após 30 anos, mas irá continuar como conselheira do império que ergueu.

“Donna Karen New York é parte de mim, passado, presente e futuro. Foi uma honra falar de mulher para mulher e mudar, para sempre, a forma como as mulheres se vestem. Quero expressar a minha gratidão a todos aqueles que permitiram que Donna Karan New York fosse além dos meus sonhos”, disse, através de um comunicado.

A Louis Vuitton Moët Hennessy (LVMH), que detém as licenças desde 2001, adiantou que não existem, por enquanto, planos para um novo diretor criativo, sendo que a primeira linha Donna Karan será suspensa e não participará da Semana de Moda que ocorre em setembro, em Nova Iorque. Segundo o anúncio oficial, a Donna Karan International irá reorganizar as suas equipes e focar-se na sua linha mais acessível, a DKNY (cuja direção criativa está a cargo de Maxwell Osborne e Dao-Yi Chow desde abril), responsável, neste momento, por 80% das receitas do grupo.

No que diz respeito à perfumaria, essa decisão pode vir a representar um novo marco na criação de novas fragrâncias da casa, assim como aconteceu com a marca Moschino, após a nomeação de Jeremy Scott, e com Thierry Mugler, quando ele também passou a figurar apenas como conselheiro da empresa.

As fragrâncias de Donna Karan estão no mercado desde 1992, mas ficaram realmente conhecidas, após o estouro de vendas que ocorreu com Be Delicious (de 2004). Depois daquela maçã verde e luminosa, várias outras maçãs foram surgindo no pomar da DKNY.

E apesar de não ter sido encomendada por algum bilionário extravagante do Oriente Médio, em 2011, a empresária criou o perfume mais caro do mundo, até então. Nomeado DKNY Golden Delicious Million Dollar, teve sua embalagem criada, manualmente, pelo designer de joias Martin Katz, mantendo o formato de maçã e esculpido em ouro, sendo revestido com 2.909 pedras preciosas de diferentes regiões do mundo: 1,6 quilates de turmalina turquesa do Brasil; 7,18 quilates de safira do Sri Lanka; 15 diamantes rosa de 1,28 quilates da Austrália; além de rubis e diamantes, que formam o horizonte dos prédios da cidade de Nova Iorque. Exposto em diferentes cidades do mundo, foi vendido por US$ 1 milhão, com parte deste valor revertido para a instituição de combate à fome Action Against Hunger.

Agora, só nos resta esperar pelas próximas novidades.

Perfumart - post Donna-Karan

 

*Imagens: Reprodução


 

The following two tabs change content below.
Publicitário, amante da comunicação, blogueiro, apaixonado por fragrâncias e cosméticos em geral. É colecionador de perfumes, resenhista nacional e internacional, consultor particular de fragrâncias e dono de um grupo no Facebook voltado apenas para os homens. Criador e proprietário do Perfumart, site especializado em perfumaria.

Fique à vontade para deixar o seu comentário!

Translate »