shadow

Natura encerra venda direta na França.

Perfumart - post Natura encerra venda na França testada

Em 22 de abril de 2005, a Natura inaugurava sua primeira loja na França, mais precisamente, em Saint Germain des Près. Na época, a empresa afirmou que a experiência funcionaria como um teste da marca para uma possível expansão para outros países europeus.

No início deste ano, a empresa abriu uma nova loja, localizada no Marais, em Paris, deixando para trás as suas antigas instalações. Assim, seus produtos passaram a ficar disponíveis em pleno coração de Paris, no n° 35 da rua Sainte-Croix de la Bretonnerie, no mesmo bairro onde muitas marcas prestigiosas têm suas lojas.

Ainda em 2016, no final do mês de outubro, as mídias especializadas noticiaram a renúncia do executivo Roberto Lima – até então CEO da empresa – que renunciou ao cargo após dois anos à frente da companhia. Sua gestão ficou marcada pela entrada da Natura no varejo de lojas físicas, com a abertura de três pontos de venda em São Paulo, além de que a empresa também passou a vender uma linha de produtos em farmácias. Para seu lugar, o Conselho de Administração elegeu João Paulo Ferreira, que atuava como Vice-Presidente Comercial e esteve presente na inauguração da primeira loja física em São Paulo, que você pode conferir aqui

Perfumart - post Natura encerra venda na França
Loja da Natura no Marais.
Reestruturação do modelo de negócios.

No último dia 15 de novembro, a Natura informou o início de uma reestruturação de seu modelo de negócios na França, encerrando a venda direta no país. A empresa confirmou que o canal de venda direta, com 1.100 consultoras, será encerrado até o dia 31 de dezembro de 2016 e que a mudança visa garantir o crescimento sustentável da marca no mercado francês. O plano faz parte da estratégia de internacionalização da empresa em mercados maduros, com foco em três canais: loja própria, e-commerce e varejistas multimarcas.

A fabricante brasileira de cosméticos afirmou que o movimento é concentrado no mercado do país, com base no comportamento de seus consumidores. Em comunicado, a empresa afirmou: “Diferentemente da América Latina, onde a venda por relações representa quase 30% do faturamento do setor de cosméticos, na França essa participação é de apenas 2%”. E acrescentou: “No Brasil e na América Latina, a venda direta é e continuará a ser o principal canal da Natura”.

A empresa também afirmou que a internacionalização da marca é um dos objetivos estratégicos para os próximos anos, sendo que as operações fora do Brasil já representam mais de 30% da sua receita líquida.

 

*Imagens: reprodução


 

The following two tabs change content below.
Publicitário, amante da comunicação, blogueiro, apaixonado por fragrâncias e cosméticos em geral. É colecionador de perfumes, resenhista nacional e internacional, consultor particular de fragrâncias e dono de um grupo no Facebook voltado apenas para os homens. Criador e proprietário do Perfumart, site especializado em perfumaria.

Fique à vontade para deixar o seu comentário!

Translate »