shadow

Mane vai ter segunda fábrica no País.

Perfumart - post sobre Mane

A Mane é uma empresa de origem francesa, fabricante de aromas e fragrâncias, que pretende investir US$ 55 milhões na construção da sua segunda fábrica no Brasil (a primeira, de 38 anos, está localizada no bairro de Jacarepaguá (minha terra, gente!), no Rio de Janeiro. Há poucas semanas, a companhia comprou  um terreno em Jundiaí, no interior de São Paulo, depois de estudar o projeto por cerca de dois anos. Edson Cortes Ferrer, diretor da Mane no Brasil, desde abril do ano passado, disse que pretende iniciar as obras em 2016. Ainda afirmou: “ao escolher São Paulo, a empresa quer ficar mais perto dos clientes – 70% deles estão no Estado”. Mas a fábrica carioca, com seus 150 funcionários, continuará em operação.

O Brasil é o segundo mercado mais importante da Mane na América Latina, depois do México. Edson Ferrer estima que a participação da empresa no mercado brasileiro vai aumentar em 2,5% e acredita ser possível duplicá-la em cinco anos. “A crise vivida pelo Brasil é uma das piores das últimas décadas, mas não é um obstáculo para os planos futuros do grupo, tanto no Brasil quanto na Argentina”, diz o executivo.

Ainda, como parte do plano de aumentar a presença no país, a Mane inaugurou em julho um centro de pesquisa e análise: são cinco laboratórios para aromas e um para fragrâncias, além de cabines de análise sensorial e salas para estudos com consumidores.

O complexo de 1,5 mil metros quadrados no bairro da Lapa, em São Paulo, abriga também as áreas comercial, de tecnologia, desenvolvimento e criação da empresa. No Brasil, a Mane produz fragrâncias usadas por empresas como Natura, O Boticário, Hypermarcas, L’Oréal e L’Occitane. Os aromas são comprados por Nestlé, Lacta, Coca-Cola, BRF, Ambev e outras empresas de consumo. A Mane encerrou 2014 com receita de € 769,9 milhões, com alta de 6,4% sobre o ano anterior. Os aromas são 56% do negócio, enquanto as fragrâncias respondem por 38% e os ingredientes por 6%. A empresa está entre as dez maiores fabricantes de fragrâncias e aromas do Brasil. Fundada em 1871 na França, ocupa a sétima posição entre as líderes globais. Está na quinta geração de comando familiar.

A Mane tem buscado fornecedores nacionais para alguns itens e estuda usar ingredientes amazônicos. Michel Mane, presidente da Mane nas Américas, visitou a Amazônia há dez anos. Encontrou no chão um fruto de semente avermelhada, fonte de uma manteiga leve e hidratante. Passou a desenvolver a fragrância, enquanto um parceiro analisava as propriedades dermatológicas. Era a ucuuba, um dos principais lançamentos da linha Ekos, da Natura, neste ano.

Ainda, dentro do nosso assunto principal, que é a perfumaria, o mercado brasileiro de fragrâncias deve crescer 19,4% ao ano, em volume, entre 2014 e 2019, atingindo 29,6 mil toneladas ao fim do período, segundo a Euromonitor.

Fonte: Cosmetic Innovation / Edição de texto: Perfumart / Imagens: reprodução

The following two tabs change content below.
Publicitário, amante da comunicação, blogueiro, apaixonado por fragrâncias e cosméticos em geral. É colecionador de perfumes, resenhista nacional e internacional, consultor particular de fragrâncias e dono de um grupo no Facebook voltado apenas para os homens. Criador e proprietário do Perfumart, site especializado em perfumaria.

Fique à vontade para deixar o seu comentário!

Translate »