Argentina 2017: o que mudou em dois anos?

Perfumart BsAs 2017 - TestadaPara muitos, um destino brega. Para mim, um lugar de boa gastronomia, bons vinhos e muito doce de leite de qualidade, além de sempre voltar com alguma novidade sobre perfumes.

Buenos Aires é aquele tipo de destino que cai bem em qualquer época do ano, embora eu prefira no frio. A sensação de estar em outro país, após uma viagem que dura cerca de 2h30 e pagando menos do que a maioria dos destinos nacionais, me agrada bastante.

Conheci a cidade em 2011 e me apaixonei. Depois disso, tenho retornado a cada dois anos, mas a vontade é voltar a cada semestre para um final de semana sem muitas pretensões. Em 2011, o blog nem existia. O que vi por lá, em termos de fragrâncias, voltou na memória (e na mala).

Em 2013, fiz o meu primeiro relato, quando apresentei para meus leitores a Fueguia 1833. Em 2015, fui um pouco além e separei a viagem em duas etapas: uma parte contando das principais mudanças na cidade, alimentação, câmbio, perfumes de diversas marcas do mercado de massa, etc. E a outra enfatizando o meu retorno à loja da Fueguia e as principais novidades que encontrei por lá.

Desta vez, escolhi a cidade para encerrar as minhas férias (junto com uma Consultoria personalizada) e o post vai ser um pouco mais direto. Conforme contei no relato anterior, mostrando o início das minhas férias nos EUA, as prioridades mudaram e muita coisa foi compartilhada em tempo real.Perfumart divisor opaco

O processo continua o mesmo, as novidades nas lojas (Duty Free) continuam pipocando – conforme as grifes lançam novas fragrâncias – e o câmbio, por incrível que pareça, estava ainda mais atraente do que há dois anos atrás (cerca de 5 para 1). Contudo, os preços também aumentaram, em uma tentativa de recuperação da inflação.

Em termos de perfumaria, as lojas continuam as mesmas, com destaque para as da rede Juleriaque, que se encontram nas ruas mais movimentadas e nos principais shopping centers. É nessa rede que eu sempre encontro as principais novidades da marca Loewe e, dessa vez, não foi diferente. Pude conhecer a linha Loewe Sport, bem como os novos 001 Loewe (masculino e feminino) e o Solo Loewe Esencial, anunciado em março deste ano. Entretanto, o que me chamou atenção foram os perfumes Ferrari Amber Essence (da Essence Collection) e Radiant Bergamot (da Essence Les Eaux), que não vieram para o Brasil por determinação do grupo que licencia a marca, conforme informação que me foi dada pela representante da Ferrari no país.

Perfumart - Argentina 2015 Juleriaque

É complicado entender algumas decisões deste tipo, quando o Brasil se mantém entre os três maiores consumidores de perfumes em todo o mundo e, ainda assim, algumas fragrâncias chegam na Argentina, mas não são trazidas para o nosso mercado. Então você passa a compreender quando se depara com os preços praticados e tudo fica mais claro. Mesmo com a inflação e se tratando de um país vizinho, os perfumes no Brasil sempre sofrem com taxas mais altas. E o resultado é repassado ao consumidor final.

Para vocês terem uma noção, um frasco de 100ml da coleção Les Eaux custa cerca de R$389 nas lojas brasileiras. O frasco do Radiant Bergamot estava custando cerca de R$230 por lá, com o mesmo volume (a loja estava com o câmbio ainda melhor, fazendo 5.5 para 1).

Perfumart BsAs 2017 - Ferrari Radiant Bergamot
Primeiro presente da viagem, para completar o acervo de resenhas.

Até butiques próprias levam vantagem. Na Chanel do famoso shopping Galerias Pacífico, as fragrâncias da coleção exclusiva, chamadas de Les Exclusifs, estavam bem mais baratas do que aqui. No Brasil, os preços vão entre R$1.150 a R$1.990 (75ml e 200ml, respectivamente). Por lá, com o câmbio a nosso favor, os preços estavam variando entre R$800 a R$1.400 em média.

Outra grande surpresa foi encontrar a Confidential Collection, da Carolina Herrera, que foi lançada em 2015 para o mercado do Oriente Médio e, na época, não havia qualquer sinal de que a mesma viria para a América do Sul. Junto com esta, a grife havia lançado uma coleção extra chamada Pure Oil Collection, com óleos essenciais puros que devem ser utilizados em layering com as outras fragrâncias. No Brasil, o evento de lançamento ocorreu no dia do meu retorno, em 10 de outubro de 2017.

(Clique nas imagens para ampliar)

Essa coleção e alguns outros lançamentos mais disputados estavam sendo apresentados em uma loja da rede Falabella, que funciona com departamentos que vão desde vestuário até eletrodomésticos. Portanto, fica a dica para quem estiver pensando em bater pernas pela famosa Rua Florida.

Essa foi a parte positiva da viagem. A parte negativa vem agora! 🙁 

Uma das minhas maiores decepções foi retornar à loja da Fueguia e descobrir que o crescimento da grife no mundo inteiro, acabou gerando uma padronização nos preços, mesmo na Argentina, berço da empresa e que passa por um período de recapitalização. Pior ainda: os preços estão tabelados em 10% a mais do que na Itália, que ainda é considerada como uma das nações de Primeiro Mundo.

Perfumart BsAs 2017 - Fueguia bancada

Então, antes de contar para vocês as novidades, a realidade nua e crua é a seguinte: até 2015, você comprava um frasco de Parfum com 30ml por cerca de R$180 (a loja não aceita Real). Hoje, mesmo com o câmbio a nosso favor, um frasco de 30ml está custando cerca de R$500. Confesso que havia achado estranho quando, há pouco tempo atrás, um de meus leitores/seguidores comentou: “o perfume que gostei estava custando 5.000 Pesos”. Mas ele não mentiu! Um frasco de 100ml Parfum pode custar, atualmente, mais de 5.000 Pesos (faça as contas). Uma opção é partir para os frascos em concentração Eau de Parfum, contendo 100ml e que custam, em média, os mesmos R$500 dos frascos menores de concentração Parfum.

Até então, sempre tive o hábito de separar um pouco de dinheiro para tentar trazer um ou dois frascos de lá. Desta vez, não trouxe nada. A razão falou mais alto que a emoção!

Dentre as principais novidades da casa, estão os novos frascos, que ganharam cantos facetados e novo acabamento, com gravação no lugar do rótulo. No caso das versões em Eau de Parfum, foram mantidos os frascos antigos, conforme mostro nas fotos abaixo.

(Clique nas imagens para ampliar)

Outra informação importante é que a Fueguia não trabalha mais com qualquer ingrediente sintético. E mais: para garantir a qualidade de seus produtos, de acordo com as matérias-primas utilizadas, a empresa passou a trabalhar com lotes numerados de 400 unidades (Parfum) e 800 unidades (Eau de Parfum). Apenas alguns casos, como nos best-sellers, os lotes podem chegar até 600 unidades. Para quem não viu meus vídeos durante a viagem, uma curiosidade é que o frasco de número 000 é sempre o provador.

(Clique nas imagens para ampliar)

Dito isso, a loja continua sendo uma parada obrigatória para quem pretende visitar Buenos Aires. Embora os preços não sejam mais tão convidativos, vale a experiência!

Vejo vocês no próximo passeio perfumado. ✈


 

FACEBOOK >>

Twitter >>

Instagram >>