Conhecendo a Fueguia 1833 Patagonia.

Tirei uns dias de férias em agosto de 2013 e visitei, novamente, Buenos Aires. Desta vez, fui acompanhado dos meus pais em uma viagem de 6 dias, tendo todo o roteiro dos passeios mais bacanas, devidamente planejado. Mas viagem na qual o roteiro não fura, não é viagem, não é mesmo? Ainda mais quando estamos em família!

Qual não foi a minha surpresa quando, em um belo dia de caminhada rumo à Recoleta – caminho este que eu já havia feito antes – me deparei com uma pequena vitrine escura e uma porta fechada, diga-se de passagem, com os dizeres: Laboratório de Perfumes. Embora eu estivesse ali para aproveitar os momentos em família, obviamente, a curiosidade foi instantânea. Perguntas pipocaram na minha cabeça: “Laboratório?”, “O que eles fazem aqui?”, “Será que vou ver uma linha de produção?”, etc.

Foi então que, em questão de segundos, a porta se abriu e uma linda e sorridente jovem, chamada Jasmim, nos convidou a entrar. O mesmo brilho no olhar que uma criança tem ao entrar em uma loja de brinquedos ou de doces, foi o que eu tive quando ingressei naquele ambiente: cortinas escuras, madeiras, frascos devidamente organizados, iluminação adequada, requinte e luxo, tudo isso em um mesmo lugar. Fiquei extasiado! Estava em uma loja de nicho, de uma marca que, até então, eu sequer tinha ouvido falar, em contato com todas as fragrâncias produzidas pela empresa e, melhor ainda, livre para explorar, questionar, fotografar e aproveitar aqueles momentos sem pressa.

Mas a minha “exclusividade” durou pouco tempo, já que, por algum motivo especial, eu sempre atraio clientes para lojas vazias. Isso é ótimo pro lojista, é claro! Mas eu nem liguei, pois aquele era o momento clássico em que o viciado por perfumes esquece todo o resto ao redor e mergulha em uma viagem olfativa e sensorial em meio às inúmeras notas que teimam em perfumar o salão.

Me lembro que, em determinado momento, meu pai falou: “Cassiano, você está dominando a loja!”. E então, me dei conta de que os clientes olhavam pra mim, esboçando leves sorrisos, alguns de curiosidade, outros de satisfação, quando se deparavam com o meu fascínio pelas diversas fragrâncias ao meu alcance.

Diferente de um mero cliente, lá estava eu, questionando, identificando notas, fazendo valer uma experiência que eu sabia, perfeitamente, que me levaria a comprar alguns itens para incrementarem a minha coleção particular. Não bastasse o aroma delicioso das diversas composições, o pano de fundo para a construção dos produtos é apaixonante. E o melhor é que, ao contrário da maioria das vendedoras do Brasil, a Jasmim sabia tudo a respeito da loja, dos perfumes, etc.

Questionei o que seria Fueguia, se era o nome de alguma flor, sentimento, ou se era alguma expressão da Argentina. Na verdade, o nome Fueguia vem de Fueguia Basket, que foi uma jovem nativa da Terra do Fogo, levada por um viajante chamado Fitz Roy aos 12 anos de idade e retornando, 3 anos depois, à Patagônia.

O lado triste desta história é que, quando foi levada à civilização, não foi aceita por ser uma “aborígene” e, ao retornar para o seu lar, 3 anos depois, também não foi aceita pelo seu povo, pois não era mais a mesma menina nativa.

Para melhorar, o trabalho é consciente: os frascos são feitos de vidro reciclável e as caixas de madeira são produzidas por estudantes de carpintaria de uma escola na Patagônia com madeira de árvores caídas. As velas aromáticas também são produzidas com cera 100% vegetal, as etiquetas são escritas à mão e as fragrâncias são produzidas em coleções como: escritores, lugares, fauna, música, etc.

A experimentação também é um momento diferenciado: aqui não existem as fitas olfativas de papel. Os frascos são cobertos com uns bulbos, daqueles de laboratórios de química, nos quais as fragrâncias são borrifadas e permanecem inalteradas pelo ar ou contato com a pele. O cliente pode, então, deixar os mais interessantes “desvirados” enquanto experimenta todas as fragrâncias para, posteriormente, poder retornar e conferir aqueles que mais se interessou.

Eu gostei muito da experiência e indico, como roteiro para qualquer viciado em perfumes, uma visita a esta loja. Vale a pena em todos os sentidos!

Perfumart - Conhecendo a Fueguia ft.1 Perfumart - Conhecendo a Fueguia ft.2 Perfumart - Conhecendo a Fueguia ft.3 Perfumart - Conhecendo a Fueguia ft.4 Perfumart - Conhecendo a Fueguia ft.5 Perfumart - Conhecendo a Fueguia ft.6 Perfumart - Conhecendo a Fueguia ft.7 Perfumart - Conhecendo a Fueguia ft.8 Perfumart - Conhecendo a Fueguia ft.9 Perfumart - Conhecendo a Fueguia ft.10 Perfumart - Conhecendo a Fueguia ft.11 Perfumart - Conhecendo a Fueguia ft.12 Perfumart - Conhecendo a Fueguia ft.13 Perfumart - Conhecendo a Fueguia ft.14

7 comments on “Conhecendo a Fueguia 1833 Patagonia.

  1. Lucivânia Santos

    Excelente dica, Cassiano. Irei à Argentina em setembro e já incluí a Fueguia em meu roteiro de passeios.

    • Oi Vicente!
      Se for na Argentina mesmo, os preços são em pesos, o que nos dá uma vantagem, porque o Real é valorizado por lá. Então, um frasco de 30ml EDP sai em torno de R$200 (convertido). Nas lojas internacionais o preço é em dólar e um frasco igual, embrulhado no papel reciclado deles, custa U$85. Na caixa, fica ainda mais caro. Dá para acessar o site e baixar o catálogo PDF com os preços padronizados.

  2. Muito legal, Cassiano. Ótima dica! Você sempre foi excelência em perfumes!!!! Parabéns! !!!!!!

    • Obrigado Bethinha!
      Talvez você não saiba, mas a minha identificação imediata para 2 perfumes sempre foi você. Estou falando do Joop! Pour Homme e do Fahrenheit, pois me lembro deles no seu armário.

  3. Marcelo Ferreira

    Parabéns Cassiano por compartilhar esse momento único para um apaixonado por perfumes, minha namorada foi para a Buenos Aires sábado, mostrei a ela o site, e o seu relato ao conhecer a Fueguia, ela esteve lá hoje conhecendo, ficou maravilhada, me mandou fotos, e claro, está trazendo umas fragrâncias. Obrigado!

    • Olha, que máximo!
      Espero que ela tenha falado pro pessoal de lá sobre o Perfumart e como as experiências se relacionam. Fico muito feliz em ler este tipo de feedback Marcelo.
      Tenho certeza de que ela ficou maravilhada, porque a experiência é única e as fragrâncias são divinas! 🙂
      Muito obrigado por dividir isso comigo e com os demais leitores do portal.

Fique à vontade para deixar o seu comentário!

FACEBOOK >>

Twitter >>

Instagram >>