Lojas Virtuais

Então pessoal, a maioria das experiências aqui relatadas ocorreram logo nos primeiros 10 dias da viagem porque, depois daquela 1ª visita à Bergdorf Goodman, relatada no início do diário, nós ficamos com aquela coisa do “levar um perfume especial no final da viagem”. Pois bem, o grande problema seria o valor e o espaço na mala. E quando eu digo isso, se dá pelo fato de que os preços dos perfumes não eram tão convidativos, quando se possui o conhecimento de comprar em sites internacionais como FragrancexFragrancenetThe Perfume Shoppe, etc. há um bom tempo.

E por isso, até então, eu olhei muito e só comprei mesmo na Century 21, a loja grande citada no último post do diário. Lá os preços estavam realmente muito bons!

Mas como a variedade era pequena e eu queria alguns perfumes na minha coleção, após ter cheirado tantos durante estes primeiros dias, resolvi fazer o que os moradores de lá deveriam fazer e não fazem (talvez por falta de conhecimento): comprar online.

Imaginem vocês que um Pour Un Homme de Caron estava custando US$99 na Bergdorf Goodman, enquanto eu sempre soube que na Fragrancex não passaria de US$40,00. Então, chegando em casa, entrei no computador e comecei a encher o carrinho. Eu estava na cidade da loja, sabendo que não teria problemas com correios, podendo usar meus 10% de lealdade e, ainda por cima, com frete grátis dentro dos Estados Unidos. Os preços muito mais arrasadores!
Por exemplo: Azzaro Elixir, que no Duty Free estava US$77 (100ml), estava saindo por cerca de US$47 no site (mas não deu pra trazer!); John Varvatos estava por cerca de US$88,00 em qualquer loja (Sephora, Macy’s, etc.) e no site saiu por US$58,00.

O fato é que muita gente sai comprando nas lojas físicas e nos aeroportos por conta da euforia e do calor do momento. Mas eu, pelo menos com dinheiro, uso mais a razão do que a emoção.

Enfim, no final de tudo o que eu queria trazer, a conta passava dos US$1.000 e cerca de 30 frascos. Frustrado, pela falta de espaço e, sobretudo pela fortuna, fui obrigado a diminuir a listinha e me concentrar nos meus planos iniciais, de gastar cerca de US$300,00 com perfumes (até 10 frascos com média de US$30,00 cada). Obviamente, em 3 dias, estava com todos eles em mãos, o que só comprova que o problema é totalmente nosso, da nossa alfândega, dos nossos Correios, neste País que só sabe cobrar impostos e taxas. E também é surpreendente que as pessoas de lá não usem este artifício. Meus amigos, donos da casa aonde eu fiquei hospedado, ficaram surpresos com a diferença de preços, perguntaram se os perfumes não eram falsos e, no final, ficaram com o endereço do site. Fabiano Souza também fez uma compra na Fragrancex, bem nos últimos dias, e recebeu os dele direitinho.

E no final disso tudo, só ficou faltando ver o que iria sobrar de dinheiro e se iríamos mesmo trazer o Jo Malone que tanto gostamos na 1ª visita à Bergdorf Goodman, ou se o escolhido seria algum outro de última hora.

Para alegrar um pouco o post, a foto da bendita loja, vista pelo lado de fora desta vez:

Perfumart - NYC 2012 Diário de Bordo 8

Fique à vontade para deixar o seu comentário!

FACEBOOK >>

Twitter >>

Instagram >>