shadow

ARMANI CODE ICE POUR HOMME, DE GIORGIO ARMANI 

Perfumart - resenha do perfume Armani Code iceComeço esta resenha tocando no mesmo ponto de sempre: como é bom pegar um flanker (versão de alguma outra fragrância, já lançada anteriormente) que respeita o DNA da versão original, aquela que deu início a tudo. Principalmente, quando se tratam de variações mais frescas ou mais intensas.

Ao contrário da versão Sport Athlete, de 2012, que deveria ter se chamado Armani Code Fraiche, esta versão Ice recebeu um ótimo nome, uma excelente escolha que foge dos tradicionais termos “fresh” ou “fraiche”. A ideia de termos a mesma fragrância original, agora com nuances geladas, combina muito bem com o nome escolhido. E funciona!

A composição traz notas de menta, limão e gengibre, na saída; gerânio, lavanda e sálvia, no coração; madeira de guáiaco e fava tonka, na base. O conceito, segundo o fabricante, foi trazer um misto das versões Golden Edition com a Sport Athlete.

O que eu sei é que esta versão é muito boa. Desde o momento em que é aplicada sobre a pele, é possível sentir o cheiro da versão original, como se tivesse sido resfriada. Porém, o aroma da versão de 2004, que muitos acham enjoativo ou de aspecto medicinal, sumiu. O tom acourado também não está presente, o que resulta em uma fragrância mais fechada, com maior aroma de madeiras e um toque amendoado, o mesmo de antes, só que com menos aspecto de baunilha, já que esta versão não traz o tabaco misturado na base.

O que eu gosto nesta versão é o fato de que há uma camada refrescante, em 1º lugar, sobre uma camada floral, na qual o gerânio apresenta nuances mais picantes e mentoladas. Então, uma terceira camada surge, nos fazendo relembrar da versão original. Não se trata de evolução, mas da maneira como o olfato percebe a pirâmide olfativa.

O único problema que eu verifiquei, durante os primeiros testes que realizei antes de escrever esta resenha, foi a baixa projeção. Até a versão Sport Athlete projeta mais. Por outro lado, pude perceber uma grande acomodação olfativa, o que é ruim, pois faz com que o usuário pense que o perfume não é forte o suficiente, quando ele, na verdade, ainda está exalando. A fixação na minha pele é tão boa quanto a da versão original.

Por fim, mais uma vez, mantiveram a identidade visual da linha, trazendo um frasco prateado, de aspecto metalizado.


The following two tabs change content below.
Publicitário, amante da comunicação, blogueiro, apaixonado por fragrâncias e cosméticos em geral. É colecionador de perfumes, resenhista nacional e internacional, consultor particular de fragrâncias e dono de um grupo no Facebook voltado apenas para os homens. Criador e proprietário do Perfumart, site especializado em perfumaria.

Fique à vontade para deixar o seu comentário!

Translate »