shadow

AZZARO WANTED BY NIGHT, DE AZZARO

Perfumart - resenha do perfume Azzaro Wanted by NightAzzaro Wanted by Night chega ao mercado exatamente dois anos após o lançamento da versão original, lançada em meados de 2016 e criada por Fabrice Pellegrin. Desta vez, a criação é de Michel Girard e Quentin Bisch, ambos profissionais envolvidos com fragrâncias de sucesso para grifes como Mugler, Paco Rabanne, YSL, etc.

O conceito fala do estilo de vida noturno de Loris Azzaro nos anos 70 e a composição oficial lista notas de mandarina amarela e canela, no topo; cedro vermelho, incenso e cominho, no corpo; absoluto de tabaco, cipreste e cedro do Atlas, na base.  

Definitivamente, Azzaro Wanted by Night foi feito para quem gosta de fragrâncias mais voltadas para uso noturno, comumente rotuladas como “perfumes de balada”. E até mesmo a campanha publicitária mostra isso, o que é um ponto positivo pela coerência do que promete e do que entrega como resultado.

E já que estou falando de pontos positivos, vale elogiar o posicionamento da empresa, que resolveu abraçar causas ambientais e utilizou matérias-primas desenvolvidas de forma sustentável, como é o caso do tabaco e da canela. Esta última foi obtida pela Givaudan em um canal protegido em Laos e provém de uma variedade botânica exclusiva. Eu já havia citado isso na época do evento de lançamento, mas acho de suma importância reforçar o posicionamento da grife face às necessidades ambientais.

No meu ponto de vista, Azzaro Wanted by Night transmite a imagem daquele homem bonitão, que acabou de chegar aos trinta anos, tem corpo atlético, é bem-sucedido profissionalmente e frequenta festas selecionadas. Ele não fica em um mesmo lugar por muito tempo e segue transitando entre ambientes, até encontrar algo ou alguém que o faça parar. Tem que ser diferente, tem que ser divertido(a), tem que ser único(a).

Quando publiquei a minha análise de Azzaro Wanted, deixei claro meu descontentamento com a falta de inovação, pois a fragrância é muito parecida com a de Invictus (Paco Rabanne), que havia sido lançada três anos antes. E baseado na imagem do frasco fui além: “Particularmente, esperava por um perfume muito mais inovador, trazendo um conceito de “Procurado”, no melhor estilo de filmes de faroeste, com uma fragrância cheia de especiarias picantes (algo que lembrasse pólvora) e notas de rum ou conhaque, me fazendo sentir como se tivesse entrado em um “saloon”, mascando tabaco”.

Pois bem, parece que meus desejos foram atendidos e Wanted by Night entrega muito do que eu esperava sentir na versão original. Entretanto, há um detalhe valioso: já se passaram mais dois anos e esse estilo de perfumes já está chegando ao fim do seu ciclo, que não deve atravessar para a próxima década, quando seremos impactados por um novo tipo de fragrância noturna.  

Dito isso, a fragrância de Azzaro Wanted by Night continua não sendo inovadora, mas, assim como a versão original, possui qualidade e chegou para desbancar outras mais antigas, que costumam entrar nas famosas listas de “tops da balada”. Perfumes como Polo Red Intense (que tem a mesma saída vibrante e também possui cedro vermelho) serão facilmente substituídos por este.

Na minha pele, a fragrância de Azzaro Wanted by Night ficou bem amadeirada e oriental. Ela abre suculenta, com muita mandarina e canela. Aliás, a canela é muito perceptível e duradoura! Com o passar do tempo, o cedro vermelho (da família do junípero) se revela e a fragrância começa a ganhar facetas amadeiradas bem abertas e quentes. Demora um tempo, mas o tabaco se revela. Porém, esse foi mais um ponto que me decepcionou, pois estava esperando um tabaco mais evidente e me deparei com um tabaco doce e abaunilhado.

Azzaro Wanted by Night é uma fragrância Eau de Parfum que exala muito e possui ótima duração na pele. Além disso, o frasco ficou fantástico e é perfeito para fazer par com o da versão anterior.

Como pontos negativos, eu reforço a falta de inovação e a expectativa que criei pelo absoluto de tabaco. Pensei que fosse encontrar um tabaco pungente, como de The Dreamer (Versace), ou mais denso e cremoso, como de CK One Shock for Him (CK) ou até mesmo de Avant Gard (Lanvin), mas isso não aconteceu.

Conclusão: Wanted by Night poderia se chamar Wanted Vip Men Club facilmente. Mas aí, a grife seria outra! 😉 


 

The following two tabs change content below.
Publicitário, amante da comunicação, blogueiro, apaixonado por fragrâncias e cosméticos em geral. É colecionador de perfumes, crítico de fragrâncias nacionais e internacionais, consultor particular de estilo em perfumaria e dono de um grupo no Facebook voltado apenas para os homens. Criador e proprietário do Perfumart, portal especializado em perfumaria.

Fique à vontade para deixar o seu comentário!

Translate »