shadow

BLEU DE CHANEL EDT POUR HOMME, DE CHANEL

Perfumart - resenha do perfume Chanel Bleu EDTBleu foi lançado em 2010 e virou um fenômeno de vendas mundial. Me lembro de tê-lo experimentado em lojas de aeroporto, logo após o seu lançamento, mas não achei nada demais. Somente em 2015, recebi um frasco desta versão Eau de Toilette para análise, pois é do conhecimento de todos que a Chanel não revende mais fora de suas lojas próprias, o que dificulta quem trabalha com resenhas, a não ser que comprem para uso pessoal.

E se por um lado é ótimo falar de lançamentos em primeira mão, por outro lado há uma grande vantagem em esperar um tempo a fim de tecer comentários sem o calor do momento e a pressão da mídia ou dos leitores, pois há maior liberdade em expressar opiniões sinceras, sem tanta preocupação com a formação de opinião.

Bleu de Chanel foi inspirado no homem independente que se libera de todos os códigos de conduta. É um aromático-amadeirado que veio para dividir opiniões, o famoso 8 ou 80: 50% das pessoas elogiam e os outros 50% criticam. Dentro dos que elogiam, estão aqueles que sentem a fragrância na pele de terceiros e os que defendem a marca, não importa o motivo. Afinal de contas, quem compra um Chanel não admite críticas, pois há um valor emocional atrelado à compra, que denota poder ou até mesmo ostentação. Já no outro grupo, há os que criticam a simplicidade da fragrância, justamente, porque a marca sempre foi sinônimo de sofisticação e elegância. E neste ponto, eu sempre vi mais coerência nos comentários de quem critica do que nos de quem elogia. Então, o que eu tento fazer nesta minha análise é dar o meu parecer honesto, sem parecer tendencioso e, ao mesmo tempo, sem ficar em cima do muro.

Na sua composição constam notas de toranja, limão, laranja doce, menta, noz-moscada, pimenta rosa, jasmim, gengibre, cedro, vetiver, ládano, olíbano, patchouli e sândalo da Nova Caledônia. E como todo aromático que se preze, este aqui parece que foi feito sob medida para o clima tropical do Brasil. Aliás, ao contrário do que se pensa, este também é um dos motivos pelo seu sucesso no exterior, pois enquanto os brasileiros vivem em busca de fragrâncias mais elaboradas e intensas (por isso a constante busca por nichos), os estrangeiros adoram perfumes mais leves e que transmitem frescor. Daí o sucesso das edições limitadas de primavera e verão, bem como das fragrâncias de estilo italiano.

Outro aspecto curioso em Bleu de Chanel é o fato de que a fragrância cresce na pele com o passar do tempo. Quando aplicada, parece sumir em cerca de 30 minutos. Porém, duas horas depois, ela ressurge com mais potência e maior evolução. A saída é levemente cítrica e sintética, o que explica as críticas e o descaso inicial. Quando evolui, fica realmente melhor. Eu sinto uma boa presença das notas de cedro e vetiver. A partir daí, não há muita mudança e o que se destaca é o sândalo, na base. Fiquei na expectativa de sentir algo mais terroso e incensado, mas não aconteceu.

Na minha opinião, Bleu de Chanel é um perfume para quem não quer errar. É fácil de agradar, como todo bom aromático, pois os homens brasileiros gostam e as mulheres adoram. Mas verdade seja dita, passou longe do conceito de elegância e sofisticação. Existem fragrâncias da perfumaria nacional que são melhores do que esta, custando 1/3 do preço cobrado.

O frasco é bonito, masculino e elegante, digno da casa Chanel. A projeção foi moderada e a fixação não foi das melhores, mesmo na minha pele que costuma reter fragrâncias consideradas fracas. Espero que a versão EDP (de 2014) seja mais rica e consistente.

Para encerrar, vou repetir uma frase que li em um fórum internacional e que achei perfeita para este perfume, esperando não ser mal interpretado como preconceituoso: “Bleu de Chanel foi feito para as massas”.


 

The following two tabs change content below.
Publicitário, amante da comunicação, blogueiro, apaixonado por fragrâncias e cosméticos em geral. É colecionador de perfumes, resenhista nacional e internacional, consultor particular de fragrâncias e dono de um grupo no Facebook voltado apenas para os homens. Criador e proprietário do Perfumart, site especializado em perfumaria.

11 comments on “BLEU DE CHANEL EDT POUR HOMME, DE CHANEL

  1. ELCIO

    Boa tarde Cassiano, quais os perfumes importados masculinos que mais conquista o publico feminino?
    Cite alguns por Favor, obrigado!

    • Normalmente, os mais aromáticos. Mas muitas mulheres também gostam de homens com fragrâncias orientais, mais encorpadas. Você pode pesquisar nas TAGS, aqui mesmo no blog.

  2. Aris Adalberto

    Finalmente eu encontrei gente séria na área. Parabéns. Fui importador de óleos essenciais para casas de fragrância como Robert e Fierminich. Estava a muito tempo procurando algum blog serio sobre o tema ” perfumaria “.

  3. Flávio Fagner

    Só pelo fato de não ficar bajulando e rasgando seda para o bleu, como vários resenhistas fazem, já tem o meu respeito! Comprei baseado em resenhas e não dá pra acreditar como enchem a bola desse perfume “comum” chega ser estranho…

    • Obrigado Flávio.
      Infelizmente, por mais que eu acredite que muitos colegas escrevem o que realmente sentem, sei que existe um ou outro que se deixa influenciar pela marca ou pelo preço, deixando de lado a imparcialidade. Que bom que a minha se destaca, né?

  4. Fabio

    Agradeço a resposta. E partindo para seu gosto pessoal, qual o seu Top 3 de perfumes masculinos e um Top 3 “custo beneficio”? Parabéns pelo incrível blog, ótimo conteúdo.

    • Top 3 masculinos? Não consigo! 🙂
      Top 3 “custo x benefício”: Blue Jeans, Animale for Men e Animale Animale for Men (para eventos mais noturnos, baladas e dias frios).
      Dica extra: em termos de preço bom e fragrâncias potentes, duas marcas competentes: Joop! e Jacques Bogart.

      • Aaahhh! Mas quais perfumes de primeira linha vc indicaria de olhos fechados? Alías obrigado pelas excelentes indicações no… conheço o Animale e realmente surpreende.

  5. Olá Cassiano
    Quais fragrâncias da perfumaria nacional ou internacional vc indicaria melhor do que esta?
    Abraço

    • Olá Fabio! Esta sua pergunta é muito ampla, pois o sentido de comparação é tão pessoal quanto o gosto.
      Eu, por exemplo, prefiro o Essencial (tradicional ou versão Estilo) do que o Bleu, citando a perfumaria nacional. Já na perfumaria internacional, existem inúmeros perfumes que eu acho que são superiores em elegância e qualidade. Nâo tenho como publicar uma lista aqui para você.
      E levando-se em consideração o custo x benefício e o fato de que um frasco de 100ml está custando R$710 (hoje), com certeza existem opções mais eficientes de casas como Givenchy, Guerlain e até nichos, pelo menos, para o meu gosto pessoal.

Fique à vontade para deixar o seu comentário!

Translate »