CAROLINA HERRERA

Perfumart - Logo carolina herrera

Nascida na Venezuela, em 8 de janeiro de 1939, Maria Carolina Josefina Pacanins y Niño, foi introduzida ao mercado de luxo por sua avó, uma socialite que a levava para os eventos de Balenciaga e para compras em lojas como Lanvin e Dior.

Em 1957, casou-se pela 1ª vez e teve duas filhas. Mais tarde, em 1968, casou-se, novamente, com Reinaldo Herrera Guevara (daí, o sobrenome), herdeiro do título espanhol de Marquês de Torre Casa. Por conta do casamento, ela foi nomeada como Marquesa de Torre Casa, até que o título foi retirado, em 1992. Juntos, tiveram mais 2 filhas e 6 netos. Em 2009, Carolina conseguiu sua cidadania nos Estados Unidos da América.

Com relação à sua carreira, teve muita ligação com Mick Jagger e Andy Warhol, ficando conhecida por seu estilo único de se vestir. Em 1972, apareceu, pela 1ª vez, na lista internacional dos mais bem vestidos. Em 1980, sua amiga Diana, que era editora-chefe da revista Vogue, sugeriu que Carolina deveria desenhar uma linha de roupas. Então, ela resolveu tentar e fez algumas amostras em Caracas, que foram mostradas apenas a alguns amigos, em Nova Iorque. Ainda em 1980, ela realizou o seu primeiro desfile. A partir daí, o sucesso foi mais do que esperado. A empresa foi sediada em Nova Iorque e Carolina conquistou clientes como Jaqueline Onassis, a atriz Renée Zellweger, entre outros famosos. Atualmente, a empresa possui mais de 270 lojas em cerca de 100 países.

No final dos anos 80, a empresa PUIG passou a licenciar a marca Carolina Herrera em uma linha de fragrâncias, lançando Carolina Herrera for Women, em 1988, que se tornou um enorme sucesso e foi seguido por inúmeras criações, totalizando cerca de 60 perfumes comercializados, mundialmente, criados em colaboração com perfumistas de renome, como Alberto Morillas, Rosendo Mateu, Carlos Benaim, Jacques Cavallier, Olivier Cresp, entre outros.


 

FACEBOOK >>

Twitter >>

Instagram >>