CHLOÉ

Perfumart - logo chloé

Gaby Aghion nasceu em 1921 em Alexandria, no Egito. Depois de se mudar para Paris, em 1945, ela fundou a Chloé, em 1952, com uma visão de oferecer luxoprêt-à-porter (Ready-To-Wear), um novo conceito na época. Ela rejeitava a formalidade rígida de 1950 e, sentindo uma lacuna no mercado, decidiu criar uma linha de alta qualidade, com peças leves e de tecidos finos, que ela chamou de “luxo prêt-à-porter” e, portanto, o mercado Prêt-à-Porter que conhecemos hoje, nasceu.

Ela continuou tomando conta dos negócios até 1985, quando Chloé Rayyes comprou a Dunhill Investimentos (agora parte do grupo Richemont). Antes do lançamento da Chloé, as casas de moda de luxo só produziam Haute Couture (ou seja, roupas feitas sob medida). Isso foi bom para os poucos que podiam pagar, mas que deixava todo o resto do povo com cópias (geralmente, mal feitas), fornecidas pelas costureiras locais. Os designers rapidamente seguiram o exemplo (a primeira foi Givenchy, com sua coleção de 1956, chamada ‘Givenchy University’).

Uma série de designers de prestígio passaram pela empresa ao longo dos anos, incluindo Karl Lagerfeld e Stella McCartney. A primeira fragrância da Chloé, lançada em 1975, foi um clássico duradouro. Em 1990, Chloé Narcisse também fez sucesso. A empresa se adaptou ao mercado atual e, em 2008, uma nova versão de Chloé foi lançada, buscando atrair mulheres mais jovens. Hoje, são mais de 20 perfumes catalogados sob a marca e que contam com a colaboração de Clement Gavarry, Carlos Benaim, Amandine Marie, Michel Almairac, Domitille Bertier, Alienor Massenet, etc.

FACEBOOK >>

Twitter >>

Instagram >>