shadow

COVET, DE SARAH JESSICA PARKER

Em 2007, após o enorme sucesso de vendas obtido com Lovely, seguido pelo flanker Liquid Satin, foi a vez de Sarah Jessica Parker anunciar uma fragrância completamente diferente: Covet. Seu nome significa, em português, Cobiça.

Covet chegou ao mercado apresentando algo inesperado, completamente diferente dos florais inocentes ou almiscarados da época. O perfume foi inspirado pela paixão de Sarah em fazer layering com fragrâncias contrastantes. Assim, carregando acordes azedos e gourmands, seu lado inovador foi percebido e a fragrância foi muito comentada, durante os primeiros meses após o lançamento.

Com notas de saída de limão Siciliano, folhagem verde e úmida, gerânio, lavanda e chocolate, toca a pele de forma verde e amarga, assustadora e, ao mesmo tempo, refrescante. Parece um punhado de grama mergulhada em muitos aldeídos. Então, o coração bate mais floral, com notas de magnólia, madressilva e lírio do vale. Nesta fase, o lírio domina e a fragrância começa a ganhar suavidade, mas ainda mantém o aspecto verde. Começa, então, a surgir uma faceta atalcada, bem sutil. Depois de um tempo, quase que por mágica, Covet se transforma por completo e começa a se tornar um perfume semigourmand. Sua base traz notas de almíscar, madeira de caxemira (hoje, já sabemos que é o composto cashmeran), madeira de teca, vetiver e âmbar.

A palavra que define Covet é: intrigante. Conheci em 2009, através de uma amostra, e não descansei até conseguir o meu próprio frasco. Ele me trouxe o mesmo contraste verde x gourmand que, até então, eu só havia sentido em outra fragrância: Vetiver Oriental, de Serge Lutens. São fragrâncias bem distintas, mas o aspecto inovador é o mesmo e até hoje ainda me encantam.

Covet reage muito bem na pele masculina e, surpreendentemente, parece que a nota de chocolate está na base, pois é quando fica mais perceptível. Mas vale lembrar que deve ser testado na pele, pois já presenciei experiências sem qualquer aspecto gourmand e li outros relatos de pessoas que também não conseguem sentir a base mais densa, ficando apenas com o lado verde e amargo do perfume.

Covet possui concentração Eau de Parfum, projeta muito bem e possui alta fixação. A única coisa que eu, particularmente, não gosto muito é o frasco. Eu deveria ver uma flor, mas sempre que olho, me lembro de uma torneira para pia de banheiro. Fazer o quê? Não vou mentir.


 

The following two tabs change content below.
Publicitário, amante da comunicação, blogueiro, apaixonado por fragrâncias e cosméticos em geral. É colecionador de perfumes, resenhista nacional e internacional, consultor particular de fragrâncias e dono de um grupo no Facebook voltado apenas para os homens. Criador e proprietário do Perfumart, site especializado em perfumaria.

Fique à vontade para deixar o seu comentário!

Perfumart – resenha do perfume Sarah Jessica Parker – Covet

Perfumart - resenha do perfume Sarah Jessica Parker - Covet

The following two tabs change content below.
Publicitário, amante da comunicação, blogueiro, apaixonado por fragrâncias e cosméticos em geral. É colecionador de perfumes, resenhista nacional e internacional, consultor particular de fragrâncias e dono de um grupo no Facebook voltado apenas para os homens. Criador e proprietário do Perfumart, site especializado em perfumaria.

Fique à vontade para deixar o seu comentário!

Translate »