shadow

EAU DE PREP FOR HIM, DE TOMMY HILFIGER 

Perfumart - resenha do perfume Tommy - EAU DE PREPAlguns dizem que o estilo “Preppy” vem de uma contração do termo “Preparatory School”,  que são as famosas escolas e internatos dos jovens bem criados da Inglaterra. Outros afirmam que o “preppy” nasceu em meados dos anos 50 e era um estilo de vida adotado por jovens ricos de colégios particulares e universidades prestigiadas dos Estados Unidos. Não se tratava apenas de roupa de marca; para se tornar um “preppy” (ou preppie) precisava-se, além da vestimenta adequada, adotar comportamento, postura, vocabulário e é claro, ter uma boa conta bancária.

Atualmente, com a quebra constante de tabus e a influência da mídia, o estilo preppy passou a ser adotado não só por jovens de classe alta, mas também por qualquer um que goste e tenha vontade de se vestir assim. Os modelos estão aí ao redor do mundo: a mídia mostra, diariamente, meninos bem vestidos na tela, como nos uniformes escolares da série Glee, por exemplo. Com isso, as grandes marcas apostam em campanhas e produtos para essa nova tribo, que não delimita conta bancária, não precisa estudar em colégios privados e não aprova preconceitos. E daí nasce Eau de Prep, uma fragrância alternativa, que busca perpetuar o sucesso da versão tradicional e, mundialmente conhecida, Tommy.

Esta versão é composta por notas de saída de toranja, sálvia e granadilla (que é uma espécie de maracujá), conferindo um tom cítrico-frutal delicioso à fragrância. Em seguida, gerânio egípcio, notas verdes, pimenta, zimbro e lavanda, no coração. Quando esta fase da evolução surge, é muito perceptível o ardido do mix de pimenta+zimbro, juntamente, com as nuances verdes (que remetem ao aroma de grama) e, por fim, madeiras, camurça e âmbar, na base. Por incrível que pareça, as notas de base são as menos notadas na minha pele. Sinto apenas a presença das notas amadeiradas, sustentando a fragrância.

Eu me surpreendi bastante com este perfume, pois vendo a pouca visibilidade e comentários sobre ele nos sites especializados e redes sociais, imaginava que a qualidade fosse inferior à do tradicional. Mas me enganei! Pelo visto, o mercado brasileiro não é o ideal para um produto que visa atingir este tipo de público-alvo preppy, ainda mais numa cultura que, embora pareça muito descolada, é cheia de preconceitos. Por esta razão, eu informo àqueles que ficaram curiosos com esta resenha, que esqueçam o rótulo “preppy” e enxerguem esta versão como uma versão “sport” do Tommy tradicional. Vai ser mais fácil se conectar com o aroma e com o resultado obtido. Com isso, só me resta dizer que, como a maioria das versões “sport”, não se pode esperar muito em termos de fixação e projeção. Na minha pele, durou cerca de 5 horas, mas o aspecto natural me agradou bastante.


The following two tabs change content below.
Publicitário, amante da comunicação, blogueiro, apaixonado por fragrâncias e cosméticos em geral. É colecionador de perfumes, resenhista nacional e internacional, consultor particular de fragrâncias e dono de um grupo no Facebook voltado apenas para os homens. Criador e proprietário do Perfumart, site especializado em perfumaria.

Fique à vontade para deixar o seu comentário!

Translate »