shadow

L’EAU PAR KENZO EAU INDIGO POUR FEMME, DE KENZO

Perfumart - resenha do perfume Kenzo - Eau Indigo FemmeO primeiro L’Eau Par Kenzo surgiu em 1996, para o público feminino. A versão masculina só chegou ao mercado em 1999. Atualmente, vinte anos depois, a linha já conta com mais de 20 versões diferentes sobre o mesmo tema. As versões Eau Indigo chegaram ao mercado em 2009.

A inspiração veio da psicologia, já que Indigo estaria ligado à ansiedade e a intenção foi criar fragrâncias que pudessem ajudar no processo de relaxamento, trazendo paz e equilíbrio.

L’Eau Par Kenzo Eau Indigo Pour Femme costuma enganar quem pensa que só porque tem o nome L’Eau, vai ser mais uma “água de chuchu”. Brincadeiras à parte, de leve este perfume não tem nada. Trata-se de um floral exótico, que poderia ter sido lançado como Noir, Nuit ou qualquer outro tipo de nomenclatura que reforça aspectos noturnos.

Na sua composição constam notas de bergamota, mandarina e um toque de magnólia, na saída. No corpo da fragrância, um rico acorde floral de jasmim Sambac, essência de ylang-ylang e flor de Azahar, sobre uma base amendoada que carrega notas de fava tonka, ambergris e ameixa.

Na pele, a saída é forte e estranha, pois as nuances cítricas não se fundem às nuances florais em um encaixe perfeito. Parece que fizeram um layering (aplicação de camada sobre camada) de perfumes distintos e algo ficou sem harmonia. Essa fase inicial faz com que a fragrância se comporte de forma unissex e, de certa forma, costuma assustar muitas mulheres.

Por outro lado, esse cheiro diferenciado nos instiga a descobrir o que vem em seguida. E a magia acontece quando a fragrância começa a ganhar um lado mais doce e cremoso, rico em jasmim e, sobretudo, em ylang-ylang, com pequenas facetas atalcadas e indólicas, causando uma sensação contraditória de repugnância e conforto.

Com o passar das horas, a projeção diminui um pouco e o perfume se mostra mais confortável e macio, graças à fava tonka. Nessa fase final, a nota de ameixa é divina e me fez lembrar da mesma nuance de ameixa que existe em um perfume masculino do qual eu gosto muito: Lacoste Pour Homme.

L’Eau Par Kenzo Eau Indigo Pour Femme brinca com os limites de gênero e destoa da versão masculina, muito mais refrescante. Aliás, não acho que seja o perfume ideal para dias quentes e ainda arrisco dizer que, talvez, tenha sido pouco divulgado em seu conceito, justamente por não entregar o que promete.

Como nunca li resenhas ou comentários abundantes sobre ele, assim como vejo sobre outros perfumes mais potentes e sensuais, tudo me leva a crer que seja falta de conhecimento e, principalmente, de interesse do público feminino, por pensar que se trata de mais uma fragrância fresca da marca. Mas não se enganem! É uma fragrância com qualidade e comportamento dignos de uma Eau de Parfum, que combina muito bem com tardes de outono ou noites de temperaturas mais amenas.


 

The following two tabs change content below.
Publicitário, amante da comunicação, blogueiro, apaixonado por fragrâncias e cosméticos em geral. É colecionador de perfumes, resenhista nacional e internacional, consultor particular de fragrâncias e dono de um grupo no Facebook voltado apenas para os homens. Criador e proprietário do Perfumart, site especializado em perfumaria.

Fique à vontade para deixar o seu comentário!

Translate »