shadow

ÉGOÏSTE POUR HOMME, DE CHANEL

Perfumart - resenha do perfume chanel egoisteFoi lançado, em 1990, com o nome de L’Égoïste. O criador foi Jacques Polge, que se dedicou às fragrâncias da casa por 35 anos, quando deixou o cargo para seu filho e sucessor, em 2013.

Assim como aconteceu com Antaeus e outras tantas criações da mesma época, reformulações se fizeram necessárias e obrigatórias, por causa das restrições impostas pela indústria. Mas de acordo com os poucos colecionadores, que ainda possuem um frasco da versão vintage com o nome antigo, bem como de usuários que são fiéis à fragrância até os dias de hoje, há um consenso de que a mudança mais drástica está apenas na saída, que ficou menos carregada na nuance de canela.

Égoïste possui notas de mandarina, jacarandá, mogno e toques de coentro, na saída. Em seguida, no corpo da fragrância, surgem notas de canela, rosa da Turquia e flor do cravo. Por fim, a base traz notas de sândalo da Nova Caledônia, baunilha de Madagascar e sementes de ambrette. Atualmente, a empresa não cita mais as notas de tabaco e couro, existentes em fórmulas mais antigas.

O meu frasco é datado de 2013 e eu não me recordo de ter tido contato com versões mais antigas, então a minha análise será baseada nesta versão. Aliás, para quem gosta de saber sobre as diferenças e como identificá-las, as versões antigas traziam a concentração Eau de Toilette gravada sobre a marca. Atualmente, vem abaixo da marca, quase na base do frasco.

Égoïste Pour Homme foi inspirado no homem de personalidade forte, independente e distante. E apesar de ser um outro clássico dos anos 90, não possui o aspecto rústico das fragrâncias da época. Trata-se, claramente, de um perfume criado para os homens elegantes, que faziam parte de classes sociais mais altas e que carregavam, como características comportamentais, um pouco de soberba, individualismo, vaidade, orgulho e, sobretudo, exclusivismo, que são sinônimos do termo egoísmo.

Na minha pele, o perfume se comporta mais como um floral-especiado do que um amadeirado-especiado, como é classificado. O coentro aparece forte, logo na saída, mas dá lugar às notas de coração, que são as mais presentes durante a evolução. As nuances de rosa e canela são divinas, ainda mais em um perfume masculino. A baunilha, que é um ingrediente muito apreciado por mim, parece não existir. Entretanto, os aromas do sândalo e do almíscar das sementes de ambrette são maravilhosos e dão um acabamento todo especial. Mas não há muita evolução, verdade seja dita.

Com relação aos quesitos projeção e fixação, mesmo com as reformulações, continuam irrepreensíveis. E o resultado do sucesso ficou claro, já naquela época, na qual lançamentos levavam anos para surgirem no mercado, ainda mais em se tratando de flankers. Porém, em 1992, a Chanel lançou a versão Cologne Concentrée (descontinuada) e, em 1993, a versão Platinum. E o sucesso veio novamente!


 

The following two tabs change content below.
Publicitário, amante da comunicação, blogueiro, apaixonado por fragrâncias e cosméticos em geral. É colecionador de perfumes, resenhista nacional e internacional, consultor particular de fragrâncias e dono de um grupo no Facebook voltado apenas para os homens. Criador e proprietário do Perfumart, site especializado em perfumaria.

5 comments on “ÉGOÏSTE POUR HOMME, DE CHANEL

  1. ROBERTO

    Obrigado mais uma vez Cassiano! Vou dar uma experimentada no Bvlgari Man In Black.

  2. ROBERTO DE CARVALHO

    Olá Cassiano!! E este Chanel, as notas de canela nele são bem perceptíveis, permanece do inicio ao fim ?

    • Olá Roberto!
      Quando eu digo que as notas são divinas, significa que elas aparecem durante a evolução e conferem nuances perfeitas à composição, mas não necessariamente se destacam mais do que as outras.
      Como já conversamos antes, a canela do jeito que você busca, muito evidente, eu só sinto no Jaipur, mas você disse que não sentiu isso. Depois, te sugeri o Spicebomb, que não é apenas uma bomba de canela, mas nele a nota é bem perceptível, como você busca. Por fim, como sei que é difícil encontrar Viktor&Rolf facilmente, sugiro tentar o Bvlgari Man in Black.

  3. Luciano

    pode ser usado no calor moderado ou so no frio ?

    • Oi Luciano! Pode sim, sem problemas. Não é um perfume gourmand e não “desanda” no calor.

Fique à vontade para deixar o seu comentário!

Translate »