shadow

ESSENCIAL OUD FEMININO, DE NATURA

Perfumart - resenha do perfume Natura - Essencial OUD Feminino

O duo de fragrâncias Essencial OUD chegou ao mercado brasileiro em abril de 2018, depois de alguns spoilers (termo muito usado quando alguém revela informações sobre o conteúdo de algo que ainda não foi visto/lido pela maioria) nas redes sociais, que deixaram os mais curiosos por novidades de antena ligada, como se diz no popular.

A identidade visual foi mantida e o frasco veio na cor azul noturno (midnight blue), que sofreu algumas críticas por não remeter, de imediato, às nuances amadeiradas da estrela principal: o OUD. Mas é bom reforçar que esta cor de frasco não é incomum na perfumaria Oriental, com frascos que podem trazer até pedras cravejadas.

Diferente do que citei na resenha da versão masculina, aqui a tampa não desagrada e complementa o visual, graças à tradicional forma de plástico translúcido, além do pescoço dourado, com a mesma pintura do spray interno, resultando em sofisticação e melhor acabamento.

Essencial OUD Feminino também foi construído para transmitir o conceito de luxo – através de um ingrediente que já não é mais novidade, mas ainda mantém seu status de nobreza – e, sobretudo, sensualidade. A empresa afirma que é o primeiro perfume amadeirado intenso dentro da área de fragrâncias femininas.

Com relação à composição, possui notas de pimenta rosa, pimenta preta e complexo de frutas secas (ameixa e damasco), na saída. No corpo, foi mantido o padrão da linha Essencial, sempre construído com algum tipo de buquê floral (violetas, jasmim, magnólia, rosas, etc.). Desta vez, foram utilizadas notas de rosa, jasmim absoluto e priprioca. Por fim, seguindo o conceito criativo, a base é amadeirada e traz notas de sândalo, cedro, copaíba, baunilha e óleo essencial de OUD.

Essencial OUD Feminino é bem construído e não desaponta em termos de qualidade do aroma. As mais preconceituosas com produtos de procedência nacional irão se surpreender. Porém, diferente do perfume masculino, que foi de encontro às minhas expectativas (e de muitos outros brasileiros) com relação ao tema, a versão feminina me deixou frustrado. Por mais que a fragrância possua nuances amadeiradas, acho que a Natura perdeu uma oportunidade de ouro (trocadilho intencional, já que o OUD é considerado “ouro líquido” na perfumaria, por causa de seu alto custo) em apresentar para a mulher brasileira o estilo de se perfumar das mulheres do Oriente Médio, região responsável por difundir o uso desse ingrediente na perfumaria mundial. E que oportunidade!

O uso de óleos essenciais puros (attares) é tão forte nessas culturas que dizem que as mulheres árabes aplicam gotas de óleos de sândalo, âmbar, rosas ou almíscar na virilha, na noite de núpcias. O OUD é mais voltado para os homens e, quanto mais forte e concentrado, maior a posição social do usuário. Mas também está presente nas fragrâncias femininas.

Partindo do princípio que ambas as fragrâncias foram criadas pela Verônica Kato, juntamente com Pierre Guéros, perfumista da Symrise (especialista no uso de OUD), a impressão que tenho é que houve muito direcionamento (e cortes) do que deveria ser feito, pensando no mercado brasileiro e nos últimos lançamentos. E o resultado, na minha opinião, é uma fragrância voltada para o mercado Ocidental, cheia de nuances gourmands e medo de errar. Particularmente, não entendo tamanha discrepância, já que não é segredo para ninguém que a Natura retira produtos do mercado num piscar de olhos, caso o volume de vendas não seja positivo. Ou seja, valia a pena ter arriscado mais, combinando algumas resinas sauditas em uma fragrância jamais vista por aqui. 

Na minha pele, Essencial OUD Feminino se mostra um perfume frutado e doce, com algumas nuances amadeiradas e alta projeção. Sinto muita presença das frutas, principalmente, a ameixa preta. O lado adocicado do jasmim foi explorado ao máximo e a rosa acabou se tornando insignificante. Depois de uma hora de aplicado, nuances mais densas surgem e é possível sentir um teor mais amadeirado. Ainda assim, a baunilha domina tudo e meu nariz continua tentando rastrear a presença do OUD.

Já vi muitos elogios sobre este perfume, inclusive, com relação à questão de compartilhamento por ambos os sexos. Na minha pele, Essencial OUD Feminino se mostrou um perfume capaz de enganar o olfato e o que consegui obter, como resultado, foi um aroma frutado com nuances similares às de caramelo. Compartilhável? não vejo dessa forma. Mas vale lembrar que perfume não tem gênero, então, se você é homem, gosta de fragrâncias desse tipo e está lendo essa resenha agora, se joga! 

Infelizmente, as brasileiras que já ouviram falar em marcas como Montale ou Amouage e nunca tiveram a oportunidade de conhecer uma de suas fragrâncias, vão continuar sem saber do que se trata, pois este perfume – embora muito gostoso – não me trouxe nada diferente do que já existe no mercado. Essencial OUD Feminino convence como mais um perfume para a linha Essencial, mas não consegue acompanhar o brilhantismo da versão masculina. Uma pena.  


 

The following two tabs change content below.
Publicitário, amante da comunicação, blogueiro, apaixonado por fragrâncias e cosméticos em geral. É colecionador de perfumes, crítico de fragrâncias nacionais e internacionais, consultor particular de estilo em perfumaria e dono de um grupo no Facebook voltado apenas para os homens. Criador e proprietário do Perfumart, portal especializado em perfumaria.

13 comments on “ESSENCIAL OUD FEMININO, DE NATURA

  1. Severino

    Tive uma quedinha mais pelo feminino que pelo masculino, milagre rsrs

  2. Alessandra ML

    Obrigada, Cassiano! E parabéns pela resenha! A melhor que li.

  3. Alessandra ML

    Poderia me esclarecer, por favor, se esse perfume é muito doce? Comprei,mas detesto perfumes doces! Obrigada.

    • Alessandra, o que eu tinha para falar da fragrância está aí, na análise. Mas pode ser que evolua de forma distinta na sua pele.
      Não é MUITO doce (uma bomba de caramelo ou baunilha), mas tem um lado bem adocicado.

  4. “as brasileiras que já ouviram falar em marcas como Montale ou Amouage e nunca tiveram a oportunidade de conhecer uma de suas fragrâncias, vão continuar sem saber do que se trata, pois este perfume” – eu ri demais com esse final! Parabéns pelo texto sincero.

    • Meu estilo de escrita já é facilmente identificado pelo meu público. Se eu mudar, perco a fidelidade, né?

  5. Sergio

    Difícil quebrar o paradigma do caramelo, da baunilha. É que vende… Não duvido que seja um perfumão mas, infelizmente, mais do mesmo. Sinta falta de ousadia na perfumaria nacional. Ótima resenha!

  6. Concordo em tudo! Este perfume me decepcionou pela expectativa criada. Realmente não acompanhou o brilhantismo do masculino. Para ser sincero, achei o feminino “mais do mesmo”. Parabéns pelo seu trabalho, Cassiano!

Fique à vontade para deixar o seu comentário!

Translate »