shadow

FERRARI MAN IN RED, DE FERRARI

Perfumart - resenha do perfume Ferrari - Man in RedO perfume Ferrari Man in Red foi lançado em 2015 e acaba de chegar ao mercado brasileiro, dando seguimento ao novo posicionamento da marca no País. Estive no evento de lançamento que ocorreu em São Paulo, na semana passada, e contou com a presença de artistas, jornalistas e mídia especializada, em uma festa que trazia os detalhes da Ferrari em cada canto, inclusive, no modelo estacionado na porta.

O homem que representa o novo Man in Red é aquele que vive intensamente, sem se preocupar com suas marcas e cicatrizes, mas que também não se envergonha quando precisa demonstrar sensibilidade. De acordo com o conceito criado pela Ferrari, é um homem de contrastes: debaixo de seu exterior atlético, se encontra um coração de ouro.

Na composição oficial, o novo Ferrari Man in Red traz notas iniciais de maçã, bergamota e cardamomo, seguidas por notas de corpo de lavanda, flor de laranjeira e ameixa dourada (Mirabelle), que são embasadas por notas mais sensuais de fava tonka, ládano e cedro. É categorizado como fougère-ambarado, por razões técnicas, mas levando em consideração sua evolução na pele, eu diria que é frutal-ambarado, com nuances orientais.

E para quem ainda insiste em criticar que a Ferrari só é boa na produção de carros – comentário muito comum sobre as fragrâncias – o novo Man in Red chega “dando voadora”, literalmente. A saída é forte e a projeção é alta!

Na minha pele, a nuance da maçã é de dar água na boca. Faltou, talvez, um cardamomo um pouco mais forte, para conferir uma característica mais incomum. Todavia, o mix de flor de laranjeira com ameixa é divino e acaba sendo o acorde mais duradouro da evolução, trazendo suculência e um tom aveludado. Com o passar do tempo, a base se torna mais ambarada, graças ao ládano e suas facetas quentes. Mas o cedro desempenha um papel fundamental nesta fragrância, pois dá o contraste necessário para que o perfume termine mais aberto e não acabe extremamente doce.

Desde o meu primeiro contato com este perfume e ainda durante as fases de teste, foi impossível não me lembrar de outra fragrância vermelha: Polo Red. E lá estava eu, mais uma vez, de frente com a velha armadilha da similaridade. Então, para dirimir quaisquer dúvidas, fiz o teste comparativo e pude perceber que, como de costume, similar não significa igual.

De forma geral, ambos possuem a mesma finalidade moderna e o estilo do homem que quer brilhar, principalmente, na noite. Na prática, porém, Polo Red evolui em direção ao amadeirado-picante, enquanto Man in Red se mantém mais frutado e sensual, do começo ao fim.

Com relação ao frasco, o desenho faz ligação com as curvas que ligam o capô ao vidro do carro, trazendo o cavalo rampante em destaque, em um vidro pintado com a cor exclusiva da Ferrari, o Rosso Corsa (diferente do Rosso Maranello presente no Essence Oud). Não há tampa, mas um spray interno, que confere melhor acabamento.

Como citado antes, apresentou ótima projeção. E com relação à fixação, passou de oito horas na minha pele, mostrando que a divisão Cavallino está empenhada em brigar por consumidores.

Ferrari Man in Red é arrojado, intenso e traz, em sua campanha publicitária, o slogan “A marca de uma nova raça”, brincando com as palavras e essa nova geração masculina, que é impulsionada por descargas de adrenalina.


 

The following two tabs change content below.
Publicitário, amante da comunicação, blogueiro, apaixonado por fragrâncias e cosméticos em geral. É colecionador de perfumes, resenhista nacional e internacional, consultor particular de fragrâncias e dono de um grupo no Facebook voltado apenas para os homens. Criador e proprietário do Perfumart, site especializado em perfumaria.

Fique à vontade para deixar o seu comentário!

Translate »