shadow

HALSTON Z14, DE HALSTON 

Perfumart - resenha do perfume Halston Z14Este perfume foi lançado em 1976. Obviamente, um perfume não sobrevive por tantos anos sem conseguir manter as vendas ativas. Ainda mais num mercado tão mutante quanto o da perfumaria, no qual vemos perfumes muito mais “jovens” sendo descontinuados sem motivo aparente.

De toda maneira, fala-se muito de reformulações nesta fragrância – o que é comum também – embora eu tenha muita curiosidade sobre as primeiras versões, que deviam ser um primor, bem como os clássicos da época.

A diferença, no meu ponto de vista, é que este perfume, embora “velho”, não tem o aroma datado que existe, por exemplo, em Paco Rabanne pour Homme. Aqui, temos o aroma “clássico” masculino, mas com a qualidade de um perfume atemporal. E isto é o mais interessante, pois este perfume vem sendo comparado ao Tom Ford Italian Cypress, que é um perfume mais recente (2008) e infinitamente mais caro, o que reforça a teoria de que “nada se cria, tudo se copia”, ainda mais em se tratando de perfumes.

A fragrância é composta por cipreste, manjericão, gardênia, limão e bergamota na saída. No coração, coentro, gerânio, canela, patchouli, jasmim, vetiver e cedro. Na base, para finalizar esta complexa e rica composição, surgem as notas de musgo de carvalho, fava tonka, benjoim, almíscar, âmbar e couro. O resultado é um perfume com abertura cítrica e rascante, com uma bela nota de bergamota aliada ao cipreste que, depois de um tempo, se torna abraçada pela canela e pelas madeiras trazendo, por fim, a densidade do musgo com a secura do couro, levemente atenuados pela cremosidade do âmbar e do benjoim.

Para quem curte perfumes como Eau Sauvage, Boucheron, mas querem que o tom cítrico fique menos agressivo e mais classudo, este aqui é uma ótima opção. Uma pena que as reformulações fizeram a projeção dele cair, mas a fixação é muito boa. Belo perfume!


The following two tabs change content below.
Publicitário, amante da comunicação, blogueiro, apaixonado por fragrâncias e cosméticos em geral. É colecionador de perfumes, resenhista nacional e internacional, consultor particular de fragrâncias e dono de um grupo no Facebook voltado apenas para os homens. Criador e proprietário do Perfumart, site especializado em perfumaria.

4 comments on “HALSTON Z14, DE HALSTON 

  1. No fragrantica e basenotes falam bem do Z-14 também. Ele não é popular por nossas terras aqui nem nos grupos do facebook.

  2. ROBERTO DE CARVALHO

    Ok. Fico grato pela sugestão. Abraço!!

  3. ROBERTO DE CARVALHO

    Olá Cassiano!!!! Estou a procura de um perfume com notas de bastante canela.. Bem intensa mesmo… Este HALSTON Z14 seria uma opção? Se não, qual seria sua sugestão? Abraço!

    • Olá Roberto! Como conversamos pelo facebook, sempre indico o Jaipur, para quem está atrás de um belo perfume com canela. Aqui, a canela não é intensa como você deseja.
      Também sugiro tentar conhecer o Spicebomb.

Fique à vontade para deixar o seu comentário!

Translate »