shadow

ISTANBUL, DE GALLIVANT

Perfumart - resenha do perfume Gallivant - Istanbul

A fragrância de Istanbul retrata, em seu conceito criativo, o encontro de civilizações e culturas, tudo em um mesmo lugar. A antiga Constantinopla já foi um grande centro de comércio e palco de batalhas, terremotos e impérios. Também é conhecida por seu lado sombrio e por figurar como cenário em contos de terror e de vampiros. E mesmo antes de falar da composição, posso adiantar que é, sem dúvidas, a mais misteriosa das quatro criações iniciais da casa Gallivant.

Possui notas de bergamota, cardamomo e tomilho vermelho, na saída. No corpo da fragrância foram combinadas notas de absoluto de lavanda, gerânio do Egito, patchouli e opoponax. E, na base, notas de sândalo, fava tonka, baunilha, âmbar e almíscares.

Na pele, Istanbul não é um perfume noturno, embora seja o mais indicado para tal finalidade. Ainda que possua especiarias e notas mais densas, como mirra doce (opoponax) e baunilha, não pense que se trata de um perfume opulento ou feito para baladas. É um perfume oriental, com uma dose exagerada de lavanda, que mantém todas as outras controladas, como se fosse uma redoma ao redor da pirâmide olfativa.

Quando a fragrância é aplicada sobre a pele, imediatamente surge um cardamomo resinoso e adocicado, diferente do picante que muitos conhecem. Há, também, uma nuance bastante confortável de camurça, que vem das facetas acouradas do tomilho. Com o passar do tempo, a mirra ganha maior destaque e abre caminho para a base, cremosa e adocicada, sem ser gourmand. Aqui, quem manda é a fava tonka, não a baunilha. E tudo isso, como eu já disse antes, se mantém preso por uma bolha de lavanda, que nunca se dissipa.

Em termos de projeção, Istanbul não é tão explosiva quanto Tel Aviv ou London, mas exala sem parar e sem incomodar outras pessoas ao redor. A evolução é rápida e a partir do momento em que a base é alcançada, o perfume se mantém imutável até o final. A fixação é muito boa e, particularmente, entre as fragrâncias de lançamento de Gallivant, esta foi a que mais gostei, seguida de perto por Brooklyn.

*imagem: reprodução / www.gallivant-perfumes.com


 

The following two tabs change content below.
Publicitário, amante da comunicação, blogueiro, apaixonado por fragrâncias e cosméticos em geral. É colecionador de perfumes, resenhista nacional e internacional, consultor particular de fragrâncias e dono de um grupo no Facebook voltado apenas para os homens. Criador e proprietário do Perfumart, site especializado em perfumaria.

Fique à vontade para deixar o seu comentário!

Translate »