shadow

JASMINE FOR WOMEN, DE LILI BERMUDA

Perfumart - resenha do perfume Lili Bermuda - Jasmine

O perfume Jasmine faz parte do acervo histórico da casa Lili Bermuda. Foi criado em 1934 e voltou ao portfólio atual, graças ao talento da perfumista Isabelle Ramsay-Brackstone, que conseguiu reproduzir a composição de outrora utilizando matérias-primas atuais.

Jasmine possui notas de topo de tangerina, jacinto e néroli; notas de corpo de jasmim, tuberosa e ylang-ylang; notas de base de sândalo e âmbar. É um floral suave com uma base levemente amadeirada.

Embora possua, em seu corpo, o que eu costumo chamar de tríade real dos florais (jasmim, tuberosa e ylang-ylang), está longe de ser um floral branco e narcótico. Na pele, Jasmine tinha tudo para ser um perfume agressivo, mas abre com um jacinto suculento, mergulhado no sumo da tangerina e pincelado pela luminosidade do néroli. Então, começa a se tornar mais suave e traz um buquê floral de jasmim, como se estivéssemos cheirando as flores, não o óleo essencial utilizado em fragrâncias. Após algumas horas de uso, o sândalo confere um pouco mais de cremosidade e um teor lenhoso.

Jasmine transmite um aroma bastante natural, mas pode frustrar quem procura uma fragrância opulenta. Aqui, a tuberosa é inofensiva e a fragrância exala sensibilidade.

Se você está em busca de um perfume mais intenso, sugiro conhecer Frangipani. Mas se você é fã de perfumes que trazem o jasmim como tema central – em todas as suas formas –, então Jasmine precisa aparecer no seu radar.


 

The following two tabs change content below.
Publicitário, amante da comunicação, blogueiro, apaixonado por fragrâncias e cosméticos em geral. É colecionador de perfumes, resenhista nacional e internacional, consultor particular de fragrâncias e dono de um grupo no Facebook voltado apenas para os homens. Criador e proprietário do Perfumart, site especializado em perfumaria.

Fique à vontade para deixar o seu comentário!

Translate »