shadow

LAGUNA HOMME, DE SALVADOR DALI 

Perfumart resenha Laguna Homme

Salvador Dali me surpreendeu com suas fragrâncias. Tenho esta e tenho a Agua Verde e ambas são muito boas e com um poder de fixação altíssimo. Neste caso aqui, a fragrância é fabulosa: quente, adocicada, masculina e forte. A descrição do fabricante diz que este perfume é dedicado aos homens românticos e eu concordo.

Apesar da saída bem cítrica com lima, limão, bergamota, limão verbena e mandarina, este perfume não possui aquele toque cítrico de verão que muitos podem pensar por conta das suas notas. Elas abrem o aroma de forma mais leve, mas são, imediatamente, aliviadas por notas mais calmas de ciclâmen, cedro, sândalo e um jasmim de nuances mais cremosas, quase melado. Por fim, o segredo da fragrância que, com certeza, reside na base: cumarina, fava tonka, ládano e uma estonteante baunilha, que dá um aspecto “chega mais perto” ao perfume.

Eu simplesmente adoro este perfume e o resultado é uma laranja abaunilhada – floral que fica ótima para dias mais frescos.

Existe um perfume nacional, da Cia. da Terra, chamado Água Imperial, que consegue lembrar bastante este aqui.


The following two tabs change content below.
Publicitário, amante da comunicação, blogueiro, apaixonado por fragrâncias e cosméticos em geral. É colecionador de perfumes, resenhista nacional e internacional, consultor particular de fragrâncias e dono de um grupo no Facebook voltado apenas para os homens. Criador e proprietário do Perfumart, site especializado em perfumaria.

Latest posts by Cassiano Silva (see all)

Fique à vontade para deixar o seu comentário!

Translate »