shadow

L’EAU FROIDE, DE SERGE LUTENS

Perfumart - resenha do perfume L'eau FroideL’Eau Froide chegou ao mercado em 2012 e seu nome, em Português, significa “Água Fria”. É a segunda fragrância da coleção de águas da casa de Lutens, depois de L’Eau Serge Lutens (2010). Serge Lutens o define, entre outras coisas, como “um arrepio pela espinha”.

Possui notas de olíbano da Somália, notas marinhas, quatro tipos diferentes de almíscar, vetiver, menta, pimenta e gengibre. É classificado de diversas formas. Já li que é um oriental-amadeirado, amadeirado-almiscarado, amadeirado-aromático, etc. Para mim, é uma água de chuchu com nuances aromáticas, me desculpem a franqueza.

Quando atinge a pele, é refrescante e levemente apimentado, além de mentolado. Não sei a razão, mas senti um cheiro de alecrim, que não está listado na composição. Até aqui, é bem gostoso! Porém, em menos de três horas, a fragrância se dissipou e só podia ser sentida quando eu forçava o nariz sobre o local aplicado nos braços. E eu estou falando de testes reais e perfume aplicado pelo corpo todo, para um dia cheio de compromissos.

Depois da minha decepção com L’Eau Serge Lutens, novamente, me resta dizer: não, não e não…mil vezes não!

Segre Lutens é uma marca que personifica óleos essenciais potentes, acordes sujos, intensos, cheios de especiarias, sensualidade e qualidade. E como se sabe, óleo e água não se misturam.


The following two tabs change content below.
Publicitário, amante da comunicação, blogueiro, apaixonado por fragrâncias e cosméticos em geral. É colecionador de perfumes, resenhista nacional e internacional, consultor particular de fragrâncias e dono de um grupo no Facebook voltado apenas para os homens. Criador e proprietário do Perfumart, site especializado em perfumaria.

Fique à vontade para deixar o seu comentário!

Translate »