shadow

LEGEND NIGHT, DE MONTBLANC

Perfumart - resenha do perfume Montblanc Legend Night

Legend Night é o mais novo perfume da casa Montblanc e foi anunciado na mídia global no final de junho. Já chegou às principais lojas brasileiras trazendo uma razão especial: a Montblanc definiu, em sua estratégia de mercado, que ele será vendido na América Latina antes da Europa, cuja previsão de cobertura é para 2018. Outra novidade é a concentração da fragrância, em Eau de Parfum, que vem a ser a primeira da grife feita para os homens, seguindo uma tendência mundial.

Legend Night foi criado por Olivier Pescheux e Antoine Maisondieu, ambos envolvidos com diversas fragrâncias de sucesso mundial, tanto do mercado de massa, como da Alta Perfumaria. A fragrância traz notas de sálvia esclareia, menta, cardamomo e bergamota espumante, que abraçam o coração elegante de cedro, lavanda, maçã, resina de abeto e violetas. E tudo isso descansa sobre uma base de vetiver, baunilha negra, patchouli, almíscar e Akigalawood, molécula patenteada pela Givaudan. Ela dá seguimento à linha Legend (de 2011), que possui a versão Intense (2013) e a versão Spirit (2016), além das Edições Limitadas. 

Na pele, não senti muita conexão com as versões anteriores de Legend. Confesso que nunca fiz uso prolongado das mesmas, já que não as tenho no meu acervo pessoal, mas até onde as conheço percebo uma abordagem mais aromática, enquanto Legend Night apresenta um caminho mais oriental. Embora a maçã apareça em todas as versões, bem como a bergamota, nenhuma delas possui a baunilha negra, que confere um aspecto mais doce, enquanto as anteriores traziam a fava tonka, que confere um aspecto adocicado (parece a mesma coisa, mas não é). As versões anteriores ainda traziam o abacaxi e o musgo de carvalho (através do composto Evernyl) em comum, que não entraram nesta composição.

Na minha opinião, Legend Night veio com uma proposta completamente diferente. Não é um perfume muito versátil, embora possa ser usado durante o dia, principalmente em ambientes climatizados ou em dias com temperaturas mais baixas. Mas é à noite que ele se destaca para valer. Sua saída é especiarada (ou especiada, como alguns preferem dizer) e quebra a parte frutada que chega com a maçã, nota muito proeminente na fragrância. Com o tempo, ganha nuances mais amadeiradas, mas a baunilha se destaca e confere teor sensual.

Na questão visual, acho que o frasco com gradiente âmbar e preto não poderia ter sido mais perfeito. Quem não conhece, pode até imaginar uma fragrância com nuances mais ambaradas ou acouradas, mas não se frustra com o resultado.

Para encerrar, Legend Night possui ótima fixação, mas a projeção não se mantém por muito tempo. Há uma explosão inicial – digna de uma Eau de Parfum –, mas que suaviza muito rápido (pelo menos, na minha pele). Sendo a Montblanc uma das cinco marcas mais mencionadas pelos homens, com relação à perfumaria, acho que o volume de vendas vai ser satisfatório. Acredito que mesmo aqueles que não gostam das versões anteriores irão gostar desta. Vale a pena passar em uma loja e experimentar!


 

The following two tabs change content below.
Publicitário, amante da comunicação, blogueiro, apaixonado por fragrâncias e cosméticos em geral. É colecionador de perfumes, resenhista nacional e internacional, consultor particular de fragrâncias e dono de um grupo no Facebook voltado apenas para os homens. Criador e proprietário do Perfumart, site especializado em perfumaria.

Fique à vontade para deixar o seu comentário!

Translate »