NINA RICCI

Perfumart - Nina Ricci Logo

Nascida em Turim, em 14 de janeiro de 1883, Maria Adélaïde Nielli mudou-se para Florença com cinco anos de idade e, mais tarde, já com doze, para a França. Ela casou-se com Luigi Ricci e teve um filho chamado Robert Ricci.

Foi uma das designers da Alta Costura mais famosas do seu tempo e passou parte da sua vida em uma casa ao litoral de Dossen. Seu nome deu origem a roupas, perfumes, sapatos e acessórios – a famosa grife Nina Ricci (combinando seu apelido com o sobrenome do marido).

A sua maison de Alta Costura foi fundada em 1932, na Rue de Capucines 20, em Paris. Sua técnica entre cortes, equilíbrio e materiais conferiram uma simplicidade impressionante à mulher. Nina chegou a trabalhar com nomes como Andy Warhol.

Em 1941, seu filho criou o departamento de Perfumes. A primeira fragrância, chamada Coeur Joie, foi lançada em 1946 e vinha em uma bela garrafa de cristal projetada pela casa Lalique, marcando o início de uma parceria histórica entre as duas empresas. Em 1948, mais um marco na história da perfumaria mundial: a Lalique criou a famosa garrafa para a fragrância de L’Air du Temps, coroada com pombas de cristal, incorporando amor e liberdade.  

Em 1954, Jules-François Crahay, assistente de design de Madame Ricci, a sucedeu como Diretora Artística. O estilo da casa tornou-se estruturado, as curvas de assinatura da silhueta se tornaram alongadas, a coleção “Crocus” (1959) e o famoso traje do mesmo nome foram um triunfante sucesso. A maison passou a desenvolver sua linha “Mademoiselle Ricci”, composta por modelos demi-couture, que anunciavam a linha prêt-à-porter (pronto para vestir) da marca.

Em 1964, o designer Gérard Pipart sucedeu Jules-François Crahay. Ao longo das três décadas seguintes, sua visão celebrou uma mulher extravagante e seu estilo encontrou um seguimento leal entre as mulheres mais elegantes do dia. A grife adquiriu seu endereço atual sob o número 39 da Avenue Montaigne em 1979. Alta Costura e Perfumaria juntaram-se sob um mesmo teto, enquanto o piso térreo dedicava-se à nova boutique Nina Ricci.

Em 1998, a Casa tornou-se parte do imenso conglomerado PUIG, com sede em Barcelona. O distribuidor de longa data de seus perfumes queria perpetuar a herança da casa. Em 2006, o novo perfume Nina foi lançado para despertar a feminilidade. Simbolizou um eco da primeira fragrância de mesmo nome, lançada em 1987, como um tributo de Robert Ricci à sua mãe. O sucesso deste novo perfume reafirmou o espírito de Ricci no mercado de fragrâncias.

A grife já lançou cerca de 80 perfumes feitos em colaboração com perfumistas de prestígio, como Francis Fabron, Germaine Cellier, Michel Hy, Cecile Matton, Aurelien Guichard, Rosendo Mateu, Alberto Morillas, Christine Nagel, Carlos Benaim, Christophe Raynaud, Marie Salamagne, Fabrice Pellegrin, Calice Becker, Francis Kurkdjian, entre outros.

Aviso legal: Marcas e logotipos pertencem às empresas e fabricantes e são usados aqui, exclusivamente, para fins de ilustração aos leitores.

 
LES GOURMANDISES DE LUNA
LUNA
L’AIR DU TEMPS EDT
L’EXTASE CARESSE DE ROSES 
NINA

FACEBOOK >>

Twitter >>

Instagram >>