PACO RABANNE

Perfumart - logo paco_rabanne

O nome da marca francesa vem de seu criador, o estilista espanhol Francisco Rabaneda Cuervo, nascido em 18 de fevereiro de 1934, em San Sebastian. Seu pai era um coronel republicano, que foi morto durante a Guerra Civil Espanhola. Então, Francisco (Paco, como era chamado) fugiu para França com sua mãe, por volta de 1939.

Sua mãe trabalhava como costureira-chefe para Balenciaga e ele começou sua carreira na moda, criando joias para Givenchy, Dior e Balenciaga. Fundou a sua própria casa de moda, em 1966, usando materiais não convencionais, como metal, papel e plástico, em sua linha de desenhos bizarros e extravagantes.

Em 1968, começou a colaborar com a empresa de fragrâncias Puig, que acabou se tornando a empresa de comercialização de seus perfumes. Em 1969, lançou o icônico Calandre e, mais tarde, em 1973, o clássico Paco Rabanne Pour Homme.

Em 1976, a empresa construiu uma fábrica de perfumes em Chartres, França. Na década de 1980, no Brasil, o registro da marca de seus perfumes foi perdido, devido à uma sentença judicial de que a marca nunca havia apresentado documentos oficiais para comercialização, apesar da publicidade pesada e da forte presença local. Na época, dizem que o tribunal argumentou que a Puig estaria traficando perfumes para o Brasil e como a empresa não pôde comprovar o pagamento dos direitos de importação, acabou perdendo o registro e levando cerca de sete anos para recuperar o seu prestígio e posição no País.

Ao todo, mais de 70 fragrâncias já foram comercializadas, mundialmente, carregando a marca Paco Rabanne. Seus perfumes se tornam sucessos consecutivos de venda, sempre trazendo frascos inusitados e criações assinadas por perfumistas de renome, como Olivier Cresp, Rosendo Mateu, Jacques Cavallier, Mark Buxton, Olivier Polge, etc


 

FACEBOOK >>

Twitter >>

Instagram >>