shadow

PLAY IN BLUE SEDUCTION, DE ANTONIO BANDERAS

Perfumart - resenha do perfume Banderas - Play in Blue Seduction

Há duas décadas, as fragrâncias de Antonio Banderas vêm mantendo o ator no posto de homem mais bem-sucedido dentro da divisão de “perfumes de celebridades”. No Brasil, até pouco tempo atrás, Blue Seduction (de 2007) ainda era uma das mais comentadas nos fóruns sobre o assunto, por causa de seu ótimo custo x benefício.

Graças ao imenso sucesso, edições limitadas passaram a ser lançadas, anualmente, dentro da linha Seduction, a saber: Splash (2012), Electric (2013), Cocktail (2014), Urban (2015) e Radiant (2016). Em 2017, a grife trouxe os novos Play in Black Seduction e Play in Blue Seduction (incluindo uma versão para mulheres). No Brasil, estão sendo vendidos apenas nas lojas Dufry (não sei se o contrato de exclusividade terá validade e serão vendidas, posteriormente, nas demais lojas do ramo).

Play in Blue Seduction tenta, como sempre, demonstrar o lado mais descontraído da sedução. Durante o dia, o homem usa a versão Blue e, à noite, ele arrisca com Black e uma dose maior de sensualidade. A fragrância possui notas de melão do tipo Cantaloupe e bergamota, no topo. Em seguida, o corpo traz notas mais quentes de cardamomo, noz-moscada e menta Piperita (hortelã-pimenta). A base é amadeirada e tem notas de sândalo e cedro, além de âmbar, musgo e almíscar.

Que delícia de perfume! A saída é cítrica e docinha, bastante mentolada (com aquela sensação de gelado) e, ao mesmo tempo, é especiarada e lenhosa. A base amadeirada é leve e o cedro se destaca. A evolução é maior do que na versão Black e isso foi o que mais me encantou nesta criação.

Vale observar alguns aspectos: o mix de notas iniciais pode enganar e fazer o usuário acreditar que o perfume tem nuances de gengibre; quem espera um cheiro de melão muito notável, irá se decepcionar; quem pensa que é apenas mais um perfume tipicamente azul, com nuances ozônicas/marinhas, irá se surpreender. A menta é, sem dúvida, a estrela da composição.

A projeção é muito boa, mas a duração é fraca. Na verdade, falta resistência ao perfume. Se usado em dias quentes, ele desaparece rápido, graças à volatilidade de seus ingredientes. Se usado em temperaturas mais amenas, faz bonito e parece um perfume bem mais caro. Mesmo assim, implora por muitas borrifadas e reaplicação.

Para finalizar, o frasco manteve a identidade visual, incluindo as cores das últimas edições limitadas, que abusam do azul e de detalhes em amarelo vibrante.


 

The following two tabs change content below.
Publicitário, amante da comunicação, blogueiro, apaixonado por fragrâncias e cosméticos em geral. É colecionador de perfumes, resenhista nacional e internacional, consultor particular de fragrâncias e dono de um grupo no Facebook voltado apenas para os homens. Criador e proprietário do Perfumart, site especializado em perfumaria.

Fique à vontade para deixar o seu comentário!

Translate »