shadow

SERGE NOIRE, DE SERGE LUTENS

Perfumart - resenha do perfume Serge Noire

Serge Noire foi lançado em 2008 e seu nome, na verdade, possui um certo duplo sentido. Isso porque o nome de Serge (em Português, Sérgio) também é o nome de um tecido, que nós brasileiros conhecemos como sarja. Então, parece que Serge aproveitou essa dualidade, ao nomear esta fragrância de “Sarja Negra” (Noire é o feminino de Noir, ou seja, negra), mas também para mostrar um lado mais obscuro de sua personalidade, um “Sérgio Negro”.

Em termos de conceito, ele diz: “Meu primeiro nome é o nome de um tecido. Ele atinge a nota certa para esta fragrância. Em uma veia similar, nada pode capturar o espírito deste perfume melhor que sutis imagens instantâneas do passado, como uma luva esquecida sobre uma cadeira antiga. O incenso, agitado pelo cheiro da madeira queimada”.

Serge Noire possui notas de patchouli, canela, âmbar, madeira de ébano, cravos, incenso, cinzas, resinas e mix de especiarias. Dizem que levou mais de 10 anos para ficar pronto.

Na pele, Serge Noire é uma das mais potentes fragrâncias da casa, sem dúvidas. E por causa disso, também é do tipo ame ou odeie. Durante a primeira hora, o cheiro assusta! Há uma nuance muito vívida de cravos, com aspecto medicinal (lembrando remédio usado por dentistas) e um azedume que faz lembrar axilas suadas, principalmente, nas áreas em que o perfume foi borrifado. Talvez, essa parte tenha ligação com a importância da sarja no final do século XIX, quando era muito utilizada na fabricação de roupas militares.

Depois desse estágio, uma fase negra começa a surgir. O incenso não aparece esfumaçado, mas puro, como que pronto para ser posto sobre as brasas. Ainda, um forte cheiro de especiarias se mistura ao incenso, me fazendo lembrar cominho. E a madeira parece densa, mas não seca.

Então, uma certa contradição entre o picante e o cremoso começa a aparecer. A canela começa a ficar mais presente e o incenso já começa a queimar e largar a sua fumaça perfumada. Nesta fase da evolução, Serge Noire não lembra, em nada, aquela fragrância de horas atrás.

Serge Noire evolui lentamente e é um perfume incensado, picante, forte, incômodo e bastante masculino, ainda que seja unissex. Mas não pense que o fato de você gostar de fragrâncias especiaradas ou incensadas será o suficiente para apreciar esta aqui. Nem todos conseguem lidar com essa faceta mais obscura de Serge.

Eu vejo escuridão, cinzas e dor se esvaindo pelo ar, como a fumaça de um belo incenso, que queima lentamente, perfumando e afastando os maus espíritos.


The following two tabs change content below.
Publicitário, amante da comunicação, blogueiro, apaixonado por fragrâncias e cosméticos em geral. É colecionador de perfumes, resenhista nacional e internacional, consultor particular de fragrâncias e dono de um grupo no Facebook voltado apenas para os homens. Criador e proprietário do Perfumart, site especializado em perfumaria.

2 comments on “SERGE NOIRE, DE SERGE LUTENS

  1. Dayanne Dias

    Amei como descreveu Serge Noire, eu acabei de ganhar um frasco, e estou completamente apaixonada, olha que não sou de usar perfumes marcantes ou chamativos, mas na minha pele ele caiu como uma luva bem aveludada, sinto muito o cravo e a canela e apesar de não ter íris eu o sinto altalcado do jeito que eu gosto…simplesmenre maravilhoso.

Fique à vontade para deixar o seu comentário!

Translate »