shadow

TEL AVIV, DE GALLIVANT

Perfumart - resenha do perfume Gallivant - Tel Aviv

A fragrância de Tel Aviv retrata, em seu conceito criativo, a vida agitada da grande cidade de Israel, com suas praias, vida noturna e agito gay. Seu nome significa, em hebraico, “Colina da Primavera” e neste sentido, a fragrância não podia ser mais literal, já que se trata de um belíssimo floral branco, cheio de nuances ensolaradas e quentes como a primavera.

Possui notas de clementina, bergamota e bagas de groselha, no topo da composição. Em seguida, o coração carrega notas de frésia, óleo essencial de rosa, ylang-ylang de Comores (África) e Absoluto de jasmim Sambac. Na base, temos notas de sândalo, almíscares, benjoim e absoluto de liatrix (também chamado de língua de cervo ou pinho de pradaria).

Na pele, Tel Aviv possui uma saída extremamente forte e de teor ácido. O lado cítrico se mescla ao frutado-ácido da groselha e banha as flores, como se fosse um suco lavando pétala por pétala. E como é de costume, em composições que juntam jasmim e ylang-ylang, todo o resto perde a importância quando essas notas mostram o seu poder. E que jasmim! E que ylang-ylang! Da base, para ser honesto, não senti o teor de tabaco ou baunilha que dizem existir na liatrix. Senti uma nuance límpida, que acredito vir dos almíscares e uma leve cremosidade, muito típica do sândalo.

Porém, não concordo em dizer que Tel Aviv é uma fragrância unissex. Talvez compartilhável por alguns homens mais modernos. Mas, ainda assim, é uma fragrância feminina, que me remete a clássicos como Amarige, de Givenchy. É claro que eu sei que a raiz da perfumaria não separa perfumes por gênero e que isso tem ligação com questões mercadológicas. Mas como a maior parcela do meu público é brasileira e eu sei que os homens brasileiros não costumam se render às fragrâncias mais florais, então jamais indicaria uma compra às cegas deste perfume, exceto para mulheres.

Dito isso, também vale esclarecer uma informação importante: durante a minha fase de testes, a fragrância se comportou mais branda na pele (com mudanças mais dinâmicas) e mais linear na fita olfativa, tendendo mais para o lado feminino.

É um belíssimo perfume, ainda mais para alguém como eu, que gosto bastante desse tipo de fragrância, quase narcótica. Se você também curte, vale a pena conhecer.

*imagem: reprodução / www.gallivant-perfumes.com


 

The following two tabs change content below.
Publicitário, amante da comunicação, blogueiro, apaixonado por fragrâncias e cosméticos em geral. É colecionador de perfumes, resenhista nacional e internacional, consultor particular de fragrâncias e dono de um grupo no Facebook voltado apenas para os homens. Criador e proprietário do Perfumart, site especializado em perfumaria.

Fique à vontade para deixar o seu comentário!

Translate »