shadow

ULTRA MALE, DE JEAN PAUL GAULTIER

Perfumart - resenha do perfume Gaultier - Ultra MaleUltra Male chegou ao mercado em 2015, após cerca de sete outras versões da linha Le Male terem sido lançadas, só no ano de 2014. E a impressão que dá, vez ou outra, é de que este foi o último suspiro da casa Gaultier para tentar recuperar um pouco do prestígio que existe por trás do icônico Le Male, de 1995.

Muito já se discutiu sobre o assunto e as reformulações que tornaram a fragrância mais fraca (em projeção e fixação), de acordo com relatos de milhares de usuários ao redor do mundo.

Ultra Male foi concebido para ser “ultra” em tudo e foi anunciado como uma versão Eau de Toilette Intense carregada de especiarias e ainda mais potente da versão original. O perfumista escolhido para essa tarefa foi, mais uma vez, Francis Kurkdjian.

Possui notas de lavanda negra, pera, menta e bergamota, na saída. Em seguida, combina notas de canela, cominho, sálvia esclareia e dália negra (nota pouco divulgada em sites, blogs e lojas brasileiras). Por fim, apresenta uma base mais gourmand, com notas de baunilha negra, âmbar, patchouli e cedro.

O resultado saiu melhor do que o esperado! O DNA básico da linha Le Male, que é construído sobre as notas de menta, lavanda, cedro e baunilha, consegue se fazer presente em meio às nuances florais e gourmands deste perfume. Quando aplicado, apresenta uma menta forte sobre uma lavanda elegante. E a nota de pera é suculenta e inusitada. Uma delícia!

Conforme evolui, me sinto tomado por uma imensa sensação de “déjà vu”, porque o corpo da fragrância apresenta nuances de diversas outros perfumes do mercado. Essa é a parte mais delicada da composição, porque abre espaço para dezenas de comparações, já que cada olfato funciona de um jeito. Há quem compare com perfumes da linha A*Men (obviamente, pois a nuance de patchouli é similar), há quem diga que se parece com Black XS, com Polo Red e até com o 1 Million. Aquele perigo de sempre! Cheguei a ver uma comparação com o Spicebomb, só que sem a canela e o tabaco. Mas espera um pouco…Spicebomb sem a canela e o tabaco não é o Spicebomb!

Bem, o que importa é que fiz muitos testes, comparei lado a lado com outros perfumes do meu acervo e nada batia, a não ser a sensação de que eu já havia sentido aquele aroma em algum outro lugar. Então, finalmente, minha memória olfativa deu um pulo no passado e eu consegui identificar o que seria: Body Kouros. Mas calma, ainda não terminou!

Conforme o tempo vai passando, a baunilha negra e o patchouli, da base, provam que são de boa qualidade e conferem aquele apelo noturno à fragrância, que não é, necessariamente, feita para os baladeiros de plantão, mas consegue preencher essa lacuna sem esforço.

Ultra Male se mostrou, pelo menos na minha pele, uma versão mais moderna do clássico de 1995. E o mais próximo que eu consigo chegar de um parâmetro comparativo (sem generalizar), seria dizer que se trata de um misto de Le Male com um abraço do Body Kouros (YSL) e algumas gotas de Au Masculin (Lolita Lempicka).

Desta vez, o frasco ganhou uma pintura azul escura e as listras da camisa do marinheiro são pretas, reforçando o aspecto noturno. A projeção é assustadora e a fixação ultrapassa 12 horas, principalmente, nas áreas mais peludas do corpo, como braços e peito. Vale dizer que os elogios chegam por todos os lados.

Não chega a ser um substituto para Le Male, mas acho que, por enquanto, vai calar os críticos de plantão. Francis Kurkdjian conseguiu acertar de novo.


 

The following two tabs change content below.
Publicitário, amante da comunicação, blogueiro, apaixonado por fragrâncias e cosméticos em geral. É colecionador de perfumes, resenhista nacional e internacional, consultor particular de fragrâncias e dono de um grupo no Facebook voltado apenas para os homens. Criador e proprietário do Perfumart, site especializado em perfumaria.

6 comments on “ULTRA MALE, DE JEAN PAUL GAULTIER

  1. Fabrício

    Olá! Saberia me informar se esse perfume foi reformulado? Eu tive um frasco do ano que foi lançado (2015) e era um perfume bem marcante e potente. Comprei mês passado um frasco novo para repor na minha coleção mas notei que o perfume veio mais fraco. Notei que no frasco antigo tinha um código alfa numérico e esse frasco novo é um código apenas numérico. Fique com essa desconfiança depois que li em algum lugar a Puig tinha assumido as fragrâncias Jean Paul Gaultier a partir de 2016 no lugar da Beauty Prestige (Hermès) que tinha produzido os primeiros lotes.

    • Oi Fabrício, não ouvi ou li nada a respeito de reformulação. E, sinceramente, não acredito que tenha sido reformulado, pois foi (e continua sendo) muito procurado. A grande surpresa foi , justamente, a retirada do mercado, já que era para ficar fixo na linha e agora está sumindo das prateleiras, dentro da nova estratégia. E sim, você não leu errado: a PUIG assumiu a JPG em 2016.
      Talvez tenha sido uma questão de lotes, o que não é tão incomum de acontecer, até mesmo com grifes da Alta Perfumaria.

    • Oi Guilherme, desculpe a demora, seu comentário foi marcado como SPAM.
      Bem, embora tenha sido lançado como uma fragrância nova, parece que a PUIG está com uma estratégia de retirar todos os flankers do Le Male e do Classique, deixando espaço apenas para as edições limitadas, que costumam ficar no mercado até 6 meses, no máximo. Não era algo planejado, na época do lançamento, mas ocorreu. Quem ainda tem em estoque, continua vendendo. Mas quem não tem, talvez não receba mais, a não ser que haja alguma abertura para um mercado específico.

  2. Afranio

    Amigo boa noite… Testei o Le male tradicional e infelizmente virou aguA de chuchu, esse ultra é um bom investimento? Só para noites? O aroma não é enjoativo?

    • Olá Afrânio. Sem dúvidas, vale o investimento. Todo o resto, está descrito na resenha.
      Pode ser usado durante o dia, mas assim como o clássico Le Male e toda e qualquer fragrância deste tipo, o resultado será melhor em noites ou dias de temperaturas mais baixas.
      Sobre ser enjoativo, vai depender apenas de você e de sua tolerância à composição. O que pode me agradar, pode ser muito enjoativo para outros.
      Tenta conhecer em uma loja física, de preferência, na sua pele.

Fique à vontade para deixar o seu comentário!

Translate »