shadow

UN BOIS VANILLE, DE SERGE LUTENS

Perfumart - resenha do perfume Un bois vanilleUma das poucas criações da casa concebida apenas para o gênero feminino, Un Bois Vanille (Uma madeira de baunilha, em Português) foi lançada em 2003 e levou Serge Lutens a afirmar: “parafraseando Freud, não é o mal que vive cheio de arrependimentos, mas o bem. O diabo e a baunilha gostam de preto!”.

Esse conflito interno se desdobra através de um perfume cheio de conforto e sedução, no qual a baunilha preta é a estrela da composição, que possui notas de cera de abelhas, benjoim caramelizado, amêndoas, madeira de guáiaco, fava tonka, absoluto de baunilha preta, alcaçuz, sândalo e leite de coco.

Na pele, a fragrância possui uma saída mais explosiva, na qual fica bem clara a presença do benjoim caramelizado, que faz lembrar uma calda de açúcar quando começa a ficar queimada nas bordas da panela. Nos rápidos momentos em que este perfume exalava, me lembrei de nuances do Blue Sugar, da Aquolina. A cera de abelhas, que lembra um melado com nuances de tabaco, se funde às amêndoas amargas e confere um teor ainda mais azedinho-doce. Ou seja, a saída é doce, mas não enjoativa!

Em pouco tempo, o perfume se transforma em um gourmand mais calmo e cremoso, com nuances leitosas e adocicadas, que dançam entre a fava tonka e o absoluto de baunilha. Definitivamente, não é a mesma baunilha de Spiritueuse Double Vanille (Guerlain) ou de Vanillary (Gorilla Perfume), mas é uma baunilha de muita qualidade.

Uma característica interessante a se comentar é a suavização da fragrância, que perde a projeção explosiva do início e permite que Un Bois Vanille seja usado mesmo no clima quente do Brasil, sem fazer com que as pessoas ao redor sintam náuseas. Mais uma vez, eu repito: é um belo gourmand, mas não é enjoativo.

Outro aspecto importante é o fato de ser um perfume super compartilhável, mesmo sendo categorizado como feminino. Isso me deixa confuso com algumas criações da casa, que são comercializadas como unissex, mas são muito mais femininas do que esta.

Para encerrar, eu diria que Un Bois Vanille não me mostrou a tal madeira abaunilhada, infelizmente. Mas eu entendo que se trata de um perfume feito para as mulheres e, por isso, ao invés de uma baunilha sobre madeiras e aspecto lenhoso, foi necessário criar um pudim de baunilha, que deve ser sentido sem culpa ou arrependimentos, apenas conforto.


The following two tabs change content below.
Publicitário, amante da comunicação, blogueiro, apaixonado por fragrâncias e cosméticos em geral. É colecionador de perfumes, resenhista nacional e internacional, consultor particular de fragrâncias e dono de um grupo no Facebook voltado apenas para os homens. Criador e proprietário do Perfumart, site especializado em perfumaria.

Fique à vontade para deixar o seu comentário!

Translate »