shadow

COSA NOSTRA PARFUM, DE WREN ATELIER

Perfumart - resenha do perfume Wren - Cosa Nostra

Cosa Nostra Parfum foi lançado em fevereiro de 2021 e é uma criação do perfumista Renato Lopena. Faz parte da coleção de fragrâncias autorais da sua marca independente, a Wren Atelier, fundada em 2020. A inspiração veio do filme “365 Dias” (365 Dni) e de seu personagem central, Massimo Torricelli.

A fragrância de Cosa Nostra é classificada pelo perfumista como polvorosa, trazendo notas de saída de bergamota da Sicília e conhaque, sobre um coração quente e boozy com notas de whisky Bourbon, além de acorde metálico, acorde de pólvora e couro. Na base, a composição termina com notas de vetiver, tabaco, âmbar, cedro e almíscar.

Ao tocar a pele, até o mais tímido dos homens sente que sua autoestima se elevou. E isso vem de um efeito cultural e afetivo do universo masculino que vende, há décadas, uma imagem de que o homem de poder não impõe respeito, mas medo, fuma charuto, se serve de bebidas caras, cobra favores com chantagens e abusa da força quando se sente traído.

Olhe para a lista de ingredientes acima e veja como tudo se encaixa, perfeitamente, com o contexto do filme citado e de tantos outros que retratam a máfia italiana do jeito que sempre ouvimos falar. Aliás, Cosa Nostra é, justamente, o nome de uma sociedade criminosa que se desenvolveu na primeira metade do século XIX, na Sicília, se tornando a verdadeira origem do que nós conhecemos como “máfia”.

Voltando à fragrância, muito do que sinto gira em torno das nuances alcóolicas e picantes que exalam com consistência. Mas o que torna esta composição sensual e desafiadora é o cheiro de couro cru, que ganha um aspecto de incenso ainda em brasa e atravessa todas as fases da evolução, que parece mínima, mas é traiçoeira.

E nesse enredo, que poderia entrar em qualquer livro ou filme, as nuances finais do tabaco se fundem às iniciais, do conhaque, e criam um efeito contínuo de atração pelo primitivo, o rude. Quem já sentiu alguma das fragrâncias mais lenhosas da marca Fueguia 1833 Patagônia irá se identificar muito com esta obra-prima de Renato Lopena Jr.

Sem dúvida, este perfume é um traço artístico que revela a atração que sentimos pelo que é belo, selvagem e indomável. Afinal de contas, os brutos também amam.


The following two tabs change content below.
𝘽𝙤𝙧𝙧𝙞𝙛𝙖𝙣𝙙𝙤 𝙘𝙤𝙣𝙝𝙚𝙘𝙞𝙢𝙚𝙣𝙩𝙤 𝙝𝙖́ 𝙖𝙣𝙤𝙨. Crítico de fragrâncias, jurado de premiações nacionais nas categorias de perfumaria fina e cosméticos masculinos, além de consultor particular de estilo em fragrâncias e criador do Perfumart, blog especializado no assunto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *