shadow

ÉPICES, CUIR ET L’ENCENS, DE ATELIER SEGALL & BARUTTI

Perfumart - resenha do perfume Segall&Barutti - Épices, Cuir L'encensÉpices, Cuir & L’Encens (Especiarias, Couro e o Incenso, em Língua Portuguesa) é aquele tipo de perfume que chama atenção pelo nome, antes de qualquer coisa. Sua fragrância é unissex e traz óleos essenciais veganos da Índia, Arábia Saudita, Oman e Israel.

A perfumista classifica sua fragrância como especiada-amadeirada, mas posso garantir que vai muito além, já que as nuances alcóolicas e incensadas também desempenham papel fundamental durante a evolução. A composição lista notas de framboesa, açafrão, rum e tomilho, na saída; Bergamota, mirra e jasmim, no corpo; Cedro, âmbar, olíbano, oud e couro, no fundo.

Na minha pele, a fragrância se mostrou diferente por questões de lote. Isso aconteceu porque recebi uma fração (amostra) e um frasco e, claramente, uma demonstrou maior tempo de maceração do que a outra, influenciando no resultado. Tentando simplificar as divergências, a fragrância da amostra me fez lembrar do cheiro achocolatado e coriáceo da secagem de Ferrari Essence Oud, enquanto que a do frasco ficou mais alcóolica e resinosa. Ambas são boas, porém, para minha alegria, a do frasco ficou muito mais interessante e diferenciada. É sobre ela que trata esta análise.

Na pele, Épices, Cuir & L’Encens abre com nuances ácidas e alcóolicas, graças ao rico misto de framboesa e rum. É como se o acorde inicial trouxesse uma mistura de amoras e cassis com melaço. E mesmo sendo fã da nota de açafrão, em qualquer fragrância, desta vez ela e o tomilho foram trabalhados com menos importância.

Com o passar do tempo, o jasmim surge, mas é abafado pelo poder das resinas, onde a mirra traz um calor oriental e o olíbano confere nuances levemente cítricas e incensadas. O âmbar desta criação é daqueles sensuais, muito utilizados pelas noivas nas cerimônias de casamento dos povos árabes. Por fim, um leve toque de Oud (em mim, um pouco medicinal) e quase nada de couro.

Épices, Cuir & L’Encens exala por muito tempo e gruda, literalmente, na pele. Como não é muito doce, não me incomodou nas noites abafadas de outono, embora seja forte. Quem gosta de fragrâncias com nuances de uísque, tabaco e similares, irá gostar deste produto. E mesmo que isso a faça parecer muito masculina, não se enganem, pois, as mulheres irão chamar bastante atenção por onde passarem.

E sobre a questão dos lotes, bem, se até marcas centenárias e industrializadas já tiveram problemas assim, não serei eu que irei criticar uma empresa cuja fabricação é totalmente artesanal. Sugiro, apenas, atenção no padrão e no tempo de produção.


 

The following two tabs change content below.
Publicitário, amante da comunicação, blogueiro, apaixonado por fragrâncias e cosméticos em geral. É colecionador de perfumes, crítico de fragrâncias nacionais e internacionais, consultor particular de estilo em perfumaria e dono de um grupo no Facebook voltado apenas para os homens. Criador e proprietário do Perfumart, portal especializado em perfumaria.

6 comments on “ÉPICES, CUIR ET L’ENCENS, DE ATELIER SEGALL & BARUTTI

  1. Lucian Shoiti Aoki Abud

    Cassiano, comprei esse perfume, porém na minha pele só consigo sentir o cheiro de incenso e me remete a sabonete do início ao fim. Será o meu nariz que não distingue as notas, o lote do perfume ou ele é assim mesmo? Desde já agradeço!

    • Minha resenha comparou 2 versões, que acredito serem diferentes pelo lote. Cheiro de sabonete não senti em nenhuma delas.

  2. Saulo Dias

    Qual seu perfume favorito dessa marca Cassiano?

    • Ainda não tenho um preferido, pois tenho mais alguns em testes e a empresa fabrica muita coisa. Mas Palo Santo é um que se destaca, por exemplo.

  3. Rita Amorim

    adoro ler suas resenhas, uma viagem e tanto!

Fique à vontade para deixar o seu comentário!

Translate »