shadow

NOBRE, DE CHARME ESSÊNCIA

Perfumart - resenha do perfume Charme Essência - NobreLançado em 2013, Nobre é considerado oriental-amadeirado e nasceu de uma sensação particular do próprio perfumista, durante um passeio realizado em Petrópolis – Cidade Imperial – no Rio de Janeiro. Em uma visitação ao principal museu da cidade, ele se deparou com uma réplica da Coroa Real, cercada de vários outros artigos, dentre eles um frasco vazio, que tudo indica ter sido utilizado para armazenar um perfume. Então, em meio àquele cenário de vestimentas, prata, ouro, etc. nasceu o conceito para a criação desta fragrância.

Em sua composição oficial existem notas de saída de noz-moscada, limão Tahiti, limão Siciliano, lavanda e melão. O corpo da fragrância carrega notas de gálbano, cravo, lírio do vale, cardamomo, bálsamo de Tolu e gerânio, enquanto a base é composta por notas de sândalo, mel, cedro e patchouli.

Inicialmente, mesmo antes de conhecer a fragrância, me dá muito prazer de ver criações inesperadas como esta. Logo de cara, temos a acidez de dois tipos de limão com a nota suculenta de melão, normalmente utilizada em fragrâncias frescas e frutais. A lavanda não é adocicada e a noz-moscada conferiu um aspecto picante ao perfume.

Em seguida, o corpo (ou coração) da fragrância traz nuances quentes e amargas. Na minha pele, notei muito das notas de gálbano, cravo e bálsamo de tolu. A acidez inicial se funde com nuances verdes, amargas e resinosas. Rapidamente, as notas de base se apresentam e a evolução se mostra, quase instantânea, com o adocicado do mel e o lado aberto do cedro. Tudo isso ocorre em cerca de trinta minutos e depois, o perfume fica linear até desaparecer.

Há um ar de “déjà vu”, mas é difícil de descrever. Ao usar este perfume, uma mesma memória olfativa me vem à mente: parece que pegaram o Animale for Men e carregaram de nuances amargas, retirando o seu lado aromático.

O frasco segue o padrão visual da coleção, desta vez enaltecendo a cor do ouro, e possui o mesmo design retangular dos perfumes mais atuais à venda.

Eu adorei esta criação e não é à toa que o próprio fundador da marca me informou que ela foi a campeã de vendas durante muito tempo e disputa, ainda hoje, uma posição no topo de pedidos da casa. Mas nem tudo são flores, pois a projeção é baixa e a fixação é mediana, ainda mais para uma Eau de Parfum. Ainda assim, este Nobre perfume (trocadilho intencional) merece atenção do público.

*imagem: reprodução


 

The following two tabs change content below.
𝘽𝙤𝙧𝙧𝙞𝙛𝙖𝙣𝙙𝙤 𝙘𝙤𝙣𝙝𝙚𝙘𝙞𝙢𝙚𝙣𝙩𝙤 𝙝𝙖́ 𝙖𝙣𝙤𝙨. Crítico de fragrâncias, jurado de premiações nacionais nas categorias de perfumaria fina e cosméticos masculinos, além de consultor particular de estilo em fragrâncias e criador do Perfumart, blog especializado no assunto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: