shadow

0.9, DE BYRON PARFUMS

Perfumart - resenha do perfume Byron - 0.9

O perfume 0.9 foi lançado em 2018 e é classificado, pelo fabricante, como oriental. Foi criado para revelar uma fragrância elegante e masculina e, verdade seja dita, das três já lançadas é aquela de mais fácil identificação com este gênero, ainda que seja perfeitamente compartilhável.

A composição oficial lista notas de cabeça de bergamota, especiarias e açafrão, abrindo caminho para um corpo composto por amêndoas, que evolui para um fundo de âmbar cinza, baunilha e sândalo.

Ao contrário do impacto causado, logo na saída, quando conheci as fragrâncias de Pirates e Mula Mula, esta aqui me trouxe um ar de decepção quando se trata da famosa primeira impressão, que em perfumaria significa mais de 50% das vendas.

Isso porque, na pele, 0.9 parece uma loção hidratante de amêndoas com um toque artificial de baunilha. Infelizmente, não consegui sentir a presença do açafrão – um dos ingredientes que mais aprecio –, tampouco do combo de especiarias, que deveria conferir uma picância peculiar nos minutos iniciais. O que percebi, na minha pele, foram amêndoas cremosas com algumas gotas de bergamota, que acaba trazendo uma acidez muito sutil no começo, além de um forte cheiro medicinal, que parece envolver todo o resto. É um perfume menos gourmand do que parece, com base nas suas notas.

Devido ao imenso hype que ocorreu no mercado internacional e que foi bem aproveitado pela Byron Parfums, existem inúmeras comparações com o perfume Pegasus (Parfums de Marly), tanto em resenhas escritas como em vídeos feitos por youtubers, além dos comentários deixados por quem os visualiza. Ainda não conheci este último, portanto, não posso ratificar tais comparações.

Na minha opinião, 0.9 segue aquele estilo de fragrâncias confortáveis, que combinam bem com temperaturas mais amenas e lugares que demandam perfumes menos invasivos. Contudo, pode se tornar enjoativo com o uso frequente, além de não ter muita personalidade, pois não exala e não tem boa durabilidade.

Moral da história: em uma escala de 0 a 10, esta fragrância é 0.9.

*imagem: reprodução / byron-parfums.fr


 

The following two tabs change content below.
𝘽𝙤𝙧𝙧𝙞𝙛𝙖𝙣𝙙𝙤 𝙘𝙤𝙣𝙝𝙚𝙘𝙞𝙢𝙚𝙣𝙩𝙤 𝙝𝙖́ 𝙖𝙣𝙤𝙨. Crítico de fragrâncias, jurado de premiações nacionais nas categorias de perfumaria fina e cosméticos masculinos, além de consultor particular de estilo em fragrâncias e criador do Perfumart, blog especializado no assunto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: