shadow

CLUB 6 VIP, DE EUDORA

Perfumart - resenha do perfume Eudora - Club 6 VIP

O perfume Club 6 VIP foi lançado em 2014 e foi a primeira variação (flanker) da linha Club 6, cuja fragrância original foi lançada em 2011. Desta vez, o conceito por trás da criação seria um convite a um universo exclusivo e fascinante, abrindo as portas de um mundo de experiências únicas para um homem intenso e sedutor, que aproveita em grande estilo o que a vida tem a lhe oferecer. Em poucas palavras, um mundo exclusivo para um homem VIP (da expressão inglesa Very Important Person).

A fragrância de Club 6 VIP é definida pela empresa como amadeirada-gourmand e as notas divulgadas, oficialmente, são madeiras nobres, pimentas sensuais e couro. Indo um pouco além, descobri o seguinte: bergamota, cardamomo, cipreste, noz-moscada e pimenta rosa encabeçam a pirâmide olfativa. Então, notas de cedro, sândalo e violetas compõem o corpo, que descansa sobre uma base de couro, vetiver e acorde adocicado.

Mas não podemos deixar de lado aqueles compostos químicos, que ninguém costuma dar atenção, mas fazem parte do contexto, como Limonene, Linalool (que confere aroma floral-doce), Eugenol (óleo de cravo), etc. Aqui, vale o destaque para dois compostos: Karanal (forte nuance de âmbar) e Coumarin (da cumarina), que são os responsáveis pelo tal acorde adocicado, citado acima.

Na minha pele, a fragrância de Club 6 VIP se comporta mais como oriental-acourada do que amadeirada-gourmand. Aliás, ao tocar a pele, a impressão é de que estou vestindo uma jaqueta de camurça. O mix de madeiras e especiarias quentes, combinadas ao couro, me traz essa sensação. Esse olor – que dança entre o cremoso e o rascante – deveria permanecer por toda a evolução, mas se perde com o passar do tempo e a fragrância começa a se tornar mais adocicada e menos coriácea, infelizmente. Então, um cheiro típico de fava tonka domina e permanece, enquanto o perfume perde potência (e graça).

Particularmente, acho que a saída causa mais impacto e destoa daquilo que estamos acostumados a ver por aí. Dentro do conceito do homem VIP, seria a parte mais exclusiva da fragrância. É onde encontro semelhanças com a nuance de camurça que sinto em Gucci Rush ou Obsession Night, por exemplo. Pena que ela some muito rápido e o que fica na pele me soa como comum e nada único.

É um bom perfume, possui boa duração, mas evolui rápido demais e acaba com a melhor parte da brincadeira. VIP? Acho que não.


 

The following two tabs change content below.
𝘽𝙤𝙧𝙧𝙞𝙛𝙖𝙣𝙙𝙤 𝙘𝙤𝙣𝙝𝙚𝙘𝙞𝙢𝙚𝙣𝙩𝙤 𝙝𝙖́ 𝙖𝙣𝙤𝙨. Crítico de fragrâncias, jurado de premiações nacionais nas categorias de perfumaria fina e cosméticos masculinos, além de consultor particular de estilo em fragrâncias e criador do Perfumart, blog especializado no assunto.

One comment on “CLUB 6 VIP, DE EUDORA

  1. Felipe

    Bela análise cassiano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: