shadow

DIOR HOMME (2005), DE DIOR

Perfumart - resenha do perfume Dior - HommeDefinitivamente, Dior Homme EDT não foi feito para qualquer um. É preciso ser um homem de verdade (e de classe!) para poder sustentar esta fragrância. Não, não estou me referindo ao estereótipo do machão, mas do homem culto, educado e de boa índole.

De cara, vale ressaltar a beleza do frasco: pesado, de linhas retas, com um tubo de alumínio central e as iniciais CD (Christian Dior) gravadas na tampa. Uma bela apresentação!

A fragrância de Dior Homme EDT é conturbada, inicialmente, pois traz um cheiro estranho de maquiagem – resultante da nota de íris – que pode ser um problema para muitos usuários em potencial. É o tipo de fragrância que necessita tempo para descansar e evoluir na pele e isso é prejudicial para quem costuma comprar com base na saída.

Dior Homme EDT é composto por notas de cabeça de lavanda, sálvia e cardamomo, seguidas por notas de coração de íris, cacau e âmbar, que são carregadas de intensidade pelas notas de vetiver, couro e patchouli, na base. Este perfume consegue ser seco e cremoso e, ao mesmo tempo, levemente adocicado e floral, com toques amadeirados e a presença do couro. É sóbrio, moderno e é um representante de sucesso e sofisticação.

Sem dúvida, um grande perfume para grandes homens!


 

The following two tabs change content below.
𝘽𝙤𝙧𝙧𝙞𝙛𝙖𝙣𝙙𝙤 𝙘𝙤𝙣𝙝𝙚𝙘𝙞𝙢𝙚𝙣𝙩𝙤 𝙝𝙖́ 𝙖𝙣𝙤𝙨. Crítico de fragrâncias, jurado de premiações nacionais nas categorias de perfumaria fina e cosméticos masculinos, além de consultor particular de estilo em fragrâncias e criador do Perfumart, blog especializado no assunto.

2 comments on “DIOR HOMME (2005), DE DIOR

  1. Elisa Leal De Moraes Coelho

    Olá Cassiano, adoro ler seu blog! Dizem muito que esse perfume é compartilhável (à parte a discussão de que perfume não tem gênero…) você concorda? o EDT é mais compartilhável que a versão Intense? Obrigada!

    • Oi Elisa!
      Acho que depende muito da sua pele e do seu estilo. Realmente, acredito que o EDT seja mais compartilhável do que o EDP.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: