shadow

GENTLEMAN BOISÉE, DE GIVENCHY

Perfumart - resenha do perfume Givenchy - Gentleman Boisée

Gentleman Boisée, como irei chamar este perfume a fim de manter uma conexão com meus leitores, oficialmente se chama Gentleman Eau de Parfum Boisée. Foi lançado em 2020, depois da versão Eau de Toilette – que marcou o renascimento do pilar Gentleman, em 2017 – e das versões Eau de Parfum (2018) e Cologne (2019).

Gentleman Boisée também foi cocriado por Nathalie Lorson e Olivier Cresp e sua fragrância é classificada como amadeirada-floral-picante. A composição é rica e conta com matérias-primas mais nobres, como a pimenta preta do Madagascar e do Vietnam, essências de coentro da Rússia e da Ucrânia e gerânio do Egito, na saída. A parte central traz concretos de íris da China e da Itália, cacau e cedro da Virgínia. A base da pirâmide olfativa revela sândalo da Austrália, madeiras ardentes e patchouli da Indonésia.

Na pele, Gentleman Boisée reúne muito do DNA da versão Eau de Parfum, mas recebeu um banho de madeiras no lugar do acorde de baunilha-balsâmica desta última. E neste aspecto, já preciso adiantar uma informação: é esse o tipo de perfume amadeirado que a maioria dos homens espera conhecer quando não têm muito conhecimento sobre as famílias olfativas. Infelizmente, muitas vezes lhes são empurradas fragrâncias cheias de canela, com jeito de xarope, e doses risíveis de cedro ou sândalo, como sendo bons exemplos de amadeirados. E o resultado acaba sendo um parâmetro ruim que se deve ter de um bom perfume amadeirado.

Gentleman Boisée abre com bastante pimenta e o coentro reforça as características picantes e mais adocicadas do acorde inicial. O cacau é facilmente percebido e, inclusive, se mostra desde os instantes iniciais, como se estivesse no topo da composição. E como um bom cacau, traz aquele cheiro de chocolate em pó mais seco e ardente, que quebra o dulçor de uma boa trufa de chocolate ao ser polvilhado em seu redor. Mais do que isso, o cacau aqui se comporta como se fosse um parente da canela em pó dentro do universo dos chocolates. Consegue imaginar?

E não dá para seguir adiante com mais este flanker de Gentleman, sem mencionar o ingrediente-chave desde que o pilar foi revivido, em 2017: a íris. Novamente, os absolutos foram utilizados para trazer uma cremosidade específica, como se fosse uma manteiga espessa, quase uma cera. E assim como aconteceu na versão EDT, a nota de íris aqui não é incômoda, tampouco esmagadora. Ela é suave e sofisticada, perfeita para quem não tolera seu efeito atalcado em excesso. Muitos podem achar que as facetas pulverulentas são dela, mas não se engane: ainda é o cacau falando mais alto.

A evolução caminha para uma espécie de bombom balsâmico com efeito mentolado, que traz a maciez do sândalo e a riqueza felpuda das folhas de patchouli, aqui mais amadeiradas. Gentleman Boisée chega a se comportar como um perfume semigourgamd, especialmente em temperaturas mais amenas.

Em termos de performance, Gentleman Boisée projeta muito mal, ficando bem rente à pele. Já ficou claro para mim que se trata do posicionamento da linha, desde que foi revivida. Mas dura oito horas, sem muito esforço, e apesar de parecer uma fragrância mais sóbria, funciona bem em ambientes corporativos ou em ocasiões românticas, sem limitar muito a faixa etária.

Por fim, eu até consigo entender as comparações com fragrâncias da linha Dior Homme, bem como da linha Valentino Uomo. Mas será que quem tem uma pode renunciar à outra? Eu acho que não. São resultados diferentes: uma é mais floral, a outra é mais gourmand e esta é mais amadeirada.

Gentleman Boisée foi, sem dúvidas, um dos grandes lançamentos de 2020, capaz de trazer de volta aquele brilho no olhar de quem sempre aguardava, ansiosamente, pelos lançamentos das marcas mais famosas do segmento Designer. O cavalheiro de hoje veste íris, cacau e sândalo e tem um avatar nas redes sociais.


The following two tabs change content below.
𝘽𝙤𝙧𝙧𝙞𝙛𝙖𝙣𝙙𝙤 𝙘𝙤𝙣𝙝𝙚𝙘𝙞𝙢𝙚𝙣𝙩𝙤 𝙝𝙖́ 𝙖𝙣𝙤𝙨. Crítico de fragrâncias, jurado de premiações nacionais nas categorias de perfumaria fina e cosméticos masculinos, além de consultor particular de estilo em fragrâncias e criador do Perfumart, blog especializado no assunto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *