shadow

MAKE ME FEVER GOLD, DE MAHOGANY

Perfumart - resenha do perfume Mahogany Make me Fever Gold

O perfume Make Me Fever Gold, ao contrário do que muitos pensam, não foi lançado em 2014, mas em 2013. Foi neste ano que a Mahogany ofereceu embalagens especiais para o Dia das Mães, bem como a fragrância ganhou medalha de bronze no Prêmio Abre da Embalagem Brasileira.

Em 2014, Make Me Fever Gold ganhou outro prêmio importante, quando seu criador – o perfumista Roland Theil – foi eleito o melhor perfumista do Brasil no Prêmio ABIHPEC – Beleza.

Além do sucesso avassalador, também há muita polêmica envolvendo este perfume. Há quem diga que o mesmo já sofreu reformulação no início de 2017 (meu frasco é de outubro de 2016) e que a fragrância original tinha um teor mais verde do que a atual. A empresa nunca se pronunciou a este respeito, mas a mudança visual (repackaging) não pode ser negada. Na época de seu lançamento, o nome vinha gravado, por inteiro, na lateral do frasco e a fragrância era vendida como Eau de Toilette. Atualmente, o termo Gold não aparece nos frascos e o produto é vendido como Fragrância Desodorante para o Corpo, nomenclatura que todo mundo sabe estar relacionada com questões de impostos.

Mais verde ou menos verde, a verdade é que Make Me Fever (com Gold ou sem Gold) é um fenômeno de vendas e elogios. Sua fragrância é muito comparada à do perfume Chloé EDP, ainda que as composições sejam diferentes. Aliás, não é a primeira vez que isso acontece, já que a situação foi a mesma quando resenhei Savana Style Pleasures.

De acordo com a empresa, Make Me Fever Gold possui notas de bergamota e lichia, na saída; notas de rosa, gerânio e lírio do vale, no corpo; notas de cedro, almíscar branco e cristais de rosa, na base. Na minha pele, a fragrância não abre verde, como muitos falam. A nota de lichia confere uma faceta meio adstringente, parecendo um xampu (shampoo), tão logo é borrifada. Então, o lírio do vale (também conhecido por muguet) começa a trazer suas nuances florais-verdes, que costumam trazer elegância aos perfumes florais e podem lembrar o jasmim, de leve.

Com o passar do tempo, a fragrância evolui para um floral fresco, com muita presença das rosas, mas sem tender para um tipo específico. É como se fosse um grande buquê de rosas, das mais diversas cores e tamanhos, envoltas por pequenos lírios verdes e um plástico feito de almíscar. Há, ainda, um lado metalizado (me lembrando rosas vermelhas) que parece se misturar ao aspecto mentolado do gerânio. É como se fossem rosas pisoteadas em um grande roseiral.

O resultado é um perfume atemporal, elegante e classudo, que cresce na pele e surpreende em todos os quesitos a seguir: poder de projeção, rastro, durabilidade e relação custo x benefício. Na minha opinião, tem pinta de perfume-assinatura, não tem restrição de idade ou gênero, mas pode sufocar no calor, se aplicado em excesso. E o borrifador podia ser mais carinhoso, verdade seja dita. Nota 10!


 

The following two tabs change content below.
𝘽𝙤𝙧𝙧𝙞𝙛𝙖𝙣𝙙𝙤 𝙘𝙤𝙣𝙝𝙚𝙘𝙞𝙢𝙚𝙣𝙩𝙤 𝙝𝙖́ 𝙖𝙣𝙤𝙨. Crítico de fragrâncias, jurado de premiações nacionais nas categorias de perfumaria fina e cosméticos masculinos, além de consultor particular de estilo em fragrâncias e criador do Perfumart, blog especializado no assunto.

12 comments on “MAKE ME FEVER GOLD, DE MAHOGANY

  1. Maria José Jordão

    Adorei a sua análise do MMFG, acabei de comprar. Estou esperando desde já a sua chegada! Muito obrigada! Zezé Jordão/Campinas.💐💐💐

  2. Teresa Gomes Trindade Devides

    Nossa faço uso a 2 anos. Amo esse perfume.Em qualquer lugar que vou me perguntam o que estou usando. Ele é dez.

  3. Márcia Cristina Leipner

    Amo suas resenhas! Parabéns! Ganhei um Chloe edp que acabou… Mas, um dia, sem saber, sem querer, o encontrei no Make me Fever Gold! Que perfume bom!

  4. Beth

    Pra variar…(rss) vc o descreveu com esmero e maravilhosa sensibilidade olfativa… sabedoria e conhecimento! É tudo o q vc disse! Nota 10. Um bju 😘

  5. Evelize

    Meu mais novo amor é esse perfume.Me encontrei nele.Vc acha que ele se parece mesmo com o Cloé?Qual o melhor na sua opinião?

    • Não conheço o Chloé, por isso disse: “Sua fragrância é muito comparada à do perfume Chloé EDP, ainda que as composições sejam diferentes”.
      Só faço minhas conotações de similaridade quando consigo comparar pra valer ou, pelo menos, conheço a outra que tanto comparam. Sinceramente, não sei se há um melhor. Mas esse é, com certeza, mais barato! 🙂

  6. Manoel Neto

    Realmente esse perfume deixa uma assinatura. Tem uma amiga que usa e não tem como não lembrar dela ao sentir o aroma. Mas fica o aviso: o perfume tem gênero sim! Acho que para homem não dá certo.

  7. Hildebrando

    Aguçou minha curiosidade, vou aproveitar que aqui na cidade tem uma loja Mahogany e vou conhecer essa fragrância tão amada e comentada nos grupos de perfumes… Abraços Cassiano!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: