shadow

O Boticário inova e lança as primeiras fragrâncias criadas com inteligência artificial.

Perfumart - post O Boticário Inteligência ArtificialNa semana passada, em um evento realizado em Nova York, O Boticário – maior rede de cosméticos do País – apresentou as primeiras fragrâncias do mundo criadas com a ajuda da Inteligência Artificial. Esse projeto foi desenvolvido junto com duas gigantes globais: a Symrise (uma das mais renomadas casas de fragrância do mundo) e a IBM Research

O fruto inicial desse projeto gerou duas combinações inusitadas de fragrâncias, que trazem um pouco de cheiro de frutas, flores, doces, especiarias, madeiras e até pepino. Eu recebi, em primeira mão, as amostras das duas versões, que só serão comercializadas pela empresa em meados de 2019, e resolvi explicar um pouco mais do assunto para vocês neste post.

 
Entenda um pouco mais sobre o processo

Para uma marca, ter uma fragrância de impacto é um dos pontos mais importantes para o consumidor na hora de avaliar aqueles produtos de uso diário, tanto de higiene (xampu, sabonete, perfumes, etc.) como de limpeza (sabão em pó, detergente de louça, etc.). Foi pensando nisso e tentando agilizar, bem como potencializar o processo, que a IBM Research e a Symrise criaram um sistema de inteligência artificial (IA) que pode aprender sobre fórmulas, dados, matérias-primas, além de outros parâmetros: o Phylira

A partir de insumos dados à Symrise, ao utilizar o Phylira, o sistema é capaz de usar avançados algoritmos de aprendizado automático (machine learning) para examinar milhões de fórmulas e milhares de ingredientes, a fim de identificar padrões e novas combinações. Ao contrário do ser humano, o sistema não é capaz de avaliar a fragrância, mas consegue aprender e criar fórmulas únicas, alinhadas às preferências e padrões pessoais ou de mercado, conforme os dados forem sendo lançados. 

⇒ Explicando em miúdos, funciona mais ou menos da seguinte maneira: o sistema consegue combinar todos os filtros do solicitante, como público-alvo, preço da matéria-prima, época do lançamento e, consequentemente, a estação do ano, tendências de mercado, etc. A partir daí, cruza informações e cria diversas fórmulas que possam atender às demandas e que serão refinadas pelos perfumistas. 

Perfumart - post O Boticário Inteligência Artificial 2

 
Otimização da produção

Com a integração entre IA e processo humano, ocorre um ganho bastante significativo no tempo de produção de um novo perfume, conforme afirma o gerente de Pesquisa e Desenvolvimento do Grupo Boticário, Tiago Martinello: 
“O conhecimento sobre as preferências do consumidor e a sensibilidade dos perfumistas foram essenciais para a assertividade do Philyra e isso nos abre um novo caminho para a inovação na perfumaria. A inteligência artificial certamente vai otimizar muito o nosso tempo de desenvolvimento – que inclui centenas de submissões em um intervalo de até três anos – e permitir que o time de Marketing e de Pesquisa e Desenvolvimento na indústria se dediquem muito mais às combinações finais, concluindo a fragrância que chegará para o consumidor”.

⇒ Vale lembrar que com a chegada do Philyra, os perfumistas terão ao seu lado uma espécie de “aprendiz” que é capaz de analisar milhares de fórmulas e dados, além de criar novas combinações, acelerando o processo e gerando fórmulas nunca pensadas, mantendo o mercado no mesmo ritmo e trazendo de volta a boa e velha inovação, que nos últimos anos só vem sendo explorada pelas marcas que estão fora do mercado de massa.

A perfumaria é uma arte antiga. Ela se move lentamente através da história e pode parecer inalterada por séculos. Mas há momentos de significado histórico que são inegáveis. A última grande explosão de inovação começou no final do século 19 com a introdução de matérias-primas sintéticas de fragrâncias na paleta do perfumista”.

“Essa revolução ainda é a força motriz por trás da maioria dos grandes perfumes de hoje. A Inteligência Artificial é a próxima fronteira de inovação e descoberta da perfumaria. Observar isso e ajudar a direcioná-la é um privilégio e o marco mais significativo da minha carreira”.  –  David Apel, perfumista da Symrise

*Fontes: Ass. de Com. O Boticário – Burson Marsteller / Fotos: Perfumart / Textos editados: Perfumart.


 

The following two tabs change content below.
Publicitário, amante da comunicação, blogueiro, apaixonado por fragrâncias e cosméticos em geral. É colecionador de perfumes, crítico de fragrâncias nacionais e internacionais, consultor particular de estilo em perfumaria e dono de um grupo no Facebook voltado apenas para os homens. Criador e proprietário do Perfumart, portal especializado em perfumaria.

2 comments on “O Boticário inova e lança as primeiras fragrâncias criadas com inteligência artificial.

  1. Olá, Cassiano! Aguardando ansioso sua análise das novas fragrâncias … Ao contrário do que tenho lido nos grupos, continuo gostando muito dos perfumes do Boticário, não tenho notado tanta perda de qualidade como muitos têm falado. Abraços!!!

    • Vou comentar algo sobre as amostras em breve, pois não há como publicar resenhas oficiais sem ter o nome e as embalagens definidas, já que só farão isso em 2019.

Fique à vontade para deixar o seu comentário!

Translate »