shadow

FRANGIPANI FLOWER, DE MAHOGANY

Perfumart - resenha do perfume Mahogany - Frangipani Flower

O perfume Frangipani Flower foi lançado em 2010. Na época, seu frasco era arredondado e outros perfumes da Mahogany tinham o mesmo padrão visual, a saber: Zanzibar, Índia Misteriosa, etc. Estes últimos também já passaram por um processo de repackaging e hoje são vendidos com frascos de acabamento reto. Particularmente, acho que combinam mais com fragrâncias voltadas para o público masculino, mas isso é assunto para outra análise.

Em 2017, houve uma mudança e Frangipani Flower também entrou no padrão visual da linha de fragrâncias que oferecem refis para os consumidores. Para saber mais sobre esse assunto, basta clicar aqui.

Com relação à fragrância, não parece ter ocorrido reformulação, mas quem conheceu o perfume, na época do seu lançamento, afirma que a versão atual está muito mais fraca do que a anterior. Pelo visto, deram uma diluída na concentração. É a única explicação!

Dito isso, só posso comentar sobre a versão que recebi em 2017. E já começo com uma crítica: Frangipani Flower é incoerente no que diz respeito ao conceito e ao que a fragrância entrega como resultado. Para quem não sabe, a flor do Frangipani (da família da Plumeria) possui nuances muito similares às do jasmim. A de cor rosa possui facetas mais cremosas, como se recebesse um toque de baunilha; já a branca, apresenta uma faceta frutada e, por esta razão, também é conhecida por nós, brasileiros, como jasmim-manga.

Já este perfume da Mahogany não traz nada dessa flor, tampouco é floral. Ao contrário, revela uma fragrância gourmand, que é extremamente similar à uma outra, conhecida no mundo inteiro e responsável pela mudança do curso da perfumaria feminina, no ano de 1992: Angel (Thierry Mugler). Na minha opinião, um erro grotesco, que gera confusão e passa uma impressão muito ruim da empresa, algo que poderia (e deveria) ser revisto pela área de comunicação.

Frangipani Flower possui notas de saída de cassis, morango, chocolate e bergamota. No corpo, foram trabalhadas notas de jasmim, lírio do vale, orquídea, rosa e mel. No fundo, a fragrância possui notas de baunilha, caramelo, fava tonka, âmbar, almíscar, sândalo e patchouli.

Não há muito a ser dito! Trata-se de um perfume com muita inspiração no Angel e que, a essa altura do campeonato, me faz desistir de tentar explicar nuances ou pequenas variações entre eles. A única informação válida seria o fato de realçar que é uma espécie de Angel diluído, mais fácil de ser usado diariamente, como assinatura, pois tem menos impacto. Ainda, deixa menos rastro, mas mantém a(o) usuária(o) com a mesma aura perfumada e gastando muito menos.

Se você é fã do perfume Angel, mas sabe que o preço é alto, já recebeu críticas (principalmente, no calor) e, ainda assim, não consegue abrir mão dele, aqui está a solução para o seu problema!


 

The following two tabs change content below.
Publicitário, amante da comunicação, blogueiro, apaixonado por fragrâncias e cosméticos em geral. É colecionador de perfumes, crítico de fragrâncias nacionais e internacionais, consultor particular de estilo em perfumaria e dono de um grupo no Facebook voltado apenas para os homens. Criador e proprietário do Perfumart, portal especializado em perfumaria.

2 comments on “FRANGIPANI FLOWER, DE MAHOGANY

  1. Sempre curti o Angel nas mulheres…esse q é mais leve daria para homem usar ou ainda tem pegada mais feminina?

    • Acho que vale a pena conhecer em uma loja. Se você sempre curtiu o Angel, talvez queira tentar esse. Até porque, já senti o Angel feminino em homens que usam, mas dizem que estão usando a versão masculina (A*Men) por receio de sofrerem preconceito.

Fique à vontade para deixar o seu comentário!

Translate »