shadow

JOOP! FEMME, DE JOOP! 

Perfumart - resenha do perfume Joop! FemmeEm 1987, a marca Joop! (se lê “iôpe”) lançava Femme, sua primeira fragrância e um sucesso que permanece vivo até hoje, quase 3 décadas depois. O segredo desse sucesso se deve à característica atemporal deste perfume. É um floral-oriental de nuances amadeiradas e muita presença. Contém notas de néroli, bergamota, aldeídos e acordes frutais, na saída. Em seguida, notas de rosa da Bulgária, lírio do vale, coentro e flor de laranjeira se unem, formando o coração da fragrância. Por fim, almíscar, âmbar, baunilha, cedro, musgo de carvalho, patchouli e sândalo se fundem, formando a base. Originalmente, era utilizada a civeta, de origem animal, atualmente substituída por componentes sintéticos.

E o que falar deste perfume? Em primeiro lugar, Joop! Femme é muito bem construído, porque não possui nuances artificiais. Além disso, é uma Eau de Toilette com mais potência do que muita Eau de Parfum que existe por aí. Aliás, é preciso tomar cuidado com as borrifadas, porque ele é mais um daqueles exemplos em que “menos é mais”.

Quando toca a pele, não tem para onde correr. Você identifica, claramente, uma fragrância feminina. Neste momento, você pode estar se perguntando: “mas não é uma fragrância feminina?”. E a resposta é: sim! Porém, possui a fama de ser mais “masculina” do que a versão feita para os homens (Joop! Homme, de 1989), o que faz com que o público masculino se interesse, cada vez mais, por experimentá-la. E isso tem um fundamento!

Em Joop! Femme parece que as notas de saída sequer existem. De imediato, o que se percebe é o buquê floral, rico no cheiro da flor de laranjeira com o toque do jasmim. E sem muito alarde, as nuances amadeiradas surgem e proporcionam um conforto olfativo muito grande e unissex. Nesta fase da evolução, o sândalo é muito presente e possui alta qualidade. Me faz lembrar de varetas de incenso de boa marca, daquelas que demoram mais de uma hora para queimarem por completo. E a baunilha é bastante cremosa!

Deste momento em diante, a fragrância se mostra luxuosa, compartilhável e levemente atalcada. E quanto mais o tempo passa, mais gostosa ela vai ficando na pele. Conhecendo esta criação, fica muito claro o motivo de seu sucesso por tanto tempo. Méritos do grande perfumista Michel Almairac.


The following two tabs change content below.
𝘽𝙤𝙧𝙧𝙞𝙛𝙖𝙣𝙙𝙤 𝙘𝙤𝙣𝙝𝙚𝙘𝙞𝙢𝙚𝙣𝙩𝙤 𝙝𝙖́ 𝙖𝙣𝙤𝙨. Crítico de fragrâncias, jurado de premiações nacionais nas categorias de perfumaria fina e cosméticos masculinos, além de consultor particular de estilo em fragrâncias e criador do Perfumart, blog especializado no assunto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: