shadow

STOP IT, I LOVE IT, DE L’ENVIE PARFUMS

Perfumart - resenha Stop it, I love It

Stop it, I love it é a fragrância de número cinco dentro da coleção de perfumes da L’Envie Parfums. Seu nome significa, em Língua Portuguesa, “Pare com isso, eu amo!” e o conceito criativo fala desse lugar comum, quando se gosta muito de algo ao ponto de dar até medo.

A fragrância de Stop it, I love it é floral-âmbar e traz notas de bergamota, carambola, nectarina, lichia e lírio do vale, no topo da pirâmide olfativa. Então, o corpo ganha uma espinha dorsal floral, com notas de frésia, íris, peônia, ylang-ylang, lótus e jasmim, sobre uma base densa e gourmand que traz notas de benjoim, patchouli, leite condensado, baunilha, âmbar e cacau.

Quando borrifada sobre a pele, a fragrância ganha forma e cor, como lábios carnudos cobertos por um batom brilhante e vermelho. Sim, Stop it, I love it é mais direcionada ao público feminino (embora a empresa defenda que suas criações são genderless) e não irá encontrar muitas brechas junto ao público masculino, especialmente o brasileiro, que ainda traz em seu DNA cultural muitos traços machistas e cheios de preconceito.

Inicialmente, a fragrância explode como um mix de frutas vermelhas. Da carambola, pouco se percebe o frescor. A nectarina é suculenta e cheia de facetas que lembram damascos, mais até do que pêssegos (ainda que pertençam à família destes últimos).

O corpo traz várias flores, mas o resultado não considera as de efeito aquático ou leve. Parece que apenas as notas de jasmim e ylang-ylang existem, exalando um cheiro de aspecto pastoso e indólico. E nesta composição, tudo parece estar de cabeça para baixo, uma vez que as notas de fundo explodem sobre a pele desde o início.

Então, temos um acorde gourmand que reúne ingredientes perfeitos para um creme espesso e saboroso, daqueles que você adora encontrar dentro de bombons macios e feitos com puro chocolate belga. Para os tons de chocolate, cacau e patchouli, que trazem amargor. Para a base cremosa, benjoim e baunilha, notas quentes e de cheiro viciante. Para a textura perfeita, leite condensado, que faz parte de qualquer receita de sobremesa que atravessa gerações e barreiras geográficas.

Pronto! Agora você já pode imaginar o cheiro de Stop it, I love it na pele. Definitivamente, é o menos criativo, dentro do que já pude avaliar até o presente momento (estou seguindo a ordem numérica). Mais do que um apelo comercial, sinto que é o perfume com maior apelo popular, visando conquistar o público feminino com um formato que já se provou 100% eficaz.

Mas Stop it, I love it é uma fragrância ruim ou de baixa qualidade? De forma alguma! Aliás, após cerca de 40 minutos, quando o lado gourmand já se revelou com força total, a fragrância ganha caráter mais unissex e irá agradar aos fãs da linha A*Men (Thierry Mugler) com maior facilidade. Mas é preciso paciência para chegar neste estágio e, sobretudo, personalidade forte para sustentar esse dulçor sobre os pelos que cobrem seus braços e torso. Todavia, não indico a compra às cegas.

Visualmente, Stop it, I love it trouxe a cor vermelha em seu frasco, combinando muito bem com o estilo da fragrância. Por razões óbvias, além de exalar com esmero, possui alta duração sobre a pele. Mas não é o tipo de fragrância que eu indico para dias de muito calor.


 

The following two tabs change content below.
𝘽𝙤𝙧𝙧𝙞𝙛𝙖𝙣𝙙𝙤 𝙘𝙤𝙣𝙝𝙚𝙘𝙞𝙢𝙚𝙣𝙩𝙤 𝙝𝙖́ 𝙖𝙣𝙤𝙨. Crítico de fragrâncias, jurado de premiações nacionais nas categorias de perfumaria fina e cosméticos masculinos, além de consultor particular de estilo em fragrâncias e criador do Perfumart, blog especializado no assunto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: