shadow

CLUB 6 VOYAGE, DE EUDORA

Perfumart - resenha do perfume Eudora - Club 6 Voyage

Club 6 Voyage, nova fragrância da Eudora voltada para o público masculino, foi lançada em julho de 2020 e já é o quinto flanker da linha, lembrando que no ano passado uma variação feminina foi adicionada ao pilar.

Club 6 Voyage é classificado, pela fabricante, como um perfume oriental-amadeirado que evoca sensações sinestésicas entre olfato e paladar em uma espécie de degustação privativa. Possui notas de mandarina, bergamota, pimenta preta e noz-moscada, na saída. Então, notas de Artemísia, alecrim, canela de Madagascar e um acorde Maridaje se fundem, no coração da fragrância. Na base, notas de cedro, patchouli, sândalo, almíscar, âmbar e caramelo garantem solidez e durabilidade sobre a pele.

De imediato, preciso dizer que a minha experiencia com Club 6 Voyage não se deu com um perfume oriental-amadeirado, pois o resultado ficou mais predominante para o oriental-gourmand. E mais uma vez, relembro minha análise sobre a fragrância original, quando disse que esse pilar promoveu o acesso àqueles que queriam ingressar no universo das fragrâncias de Thierry Mugler, especialmente falando da linha A*Men.

Na pele, deixa um cheiro apetitoso, estimulando as papilas gustativas. O tal acorde Maridaje (harmonização, em Espanhol) combina notas de tabaco cubano, rum envelhecido, café e cacau. A fragrância abre leve, com bastante bergamota e noz-moscada, resultando naquele tipo de perfume que se vende sozinho, em poucos minutos. Então, você é levado para uma paisagem mais fria, onde todos usam casacos, luvas e sorvem xícaras de chocolate quente ou de um belo capuccino salpicado com canela. A empresa fala de uma “noite caribenha”, mas eu me vejo nas ruas de Gramado (RS) ou de Campos do Jordão (SP).

Club 6 Voyage não chega a ser alcóolico, mas é quente, alaranjado. E a nota de âmbar é decisiva para conferir essa sensação. Há, também, bastante presença de patchouli e caramelo. E aqui está um excelente caso de acorde bem feito: se tivessem trocado o caramelo pela baunilha, por exemplo, tudo ficaria doce demais.

Incrivelmente, não é uma fragrância explosiva, capaz de dominar o ambiente e projetar em excesso. É, de certa forma, equilibrada. Por esta razão, me traz uma sensação de conforto. A durabilidade na pele é excelente e combina muito bem com temperaturas baixas.

Falando em comparações feitas desde o seu lançamento, não consigo concordar com a semelhança entre Club 6 Voyage e B*Men, de Mugler. Na minha pele, este último fica muito mais especiado e repleto de anis.

Por fim, Club 6 Voyage não é inovador, tampouco singular. Mas é um belo exemplo de que a perfumaria brasileira ainda é capaz de surpreender ao criar fragrâncias de excelente qualidade, alto apelo comercial e ótimo custo-benefício. Se não o melhor, um dos melhores lançamentos nacionais de 2020.


 

The following two tabs change content below.
𝘽𝙤𝙧𝙧𝙞𝙛𝙖𝙣𝙙𝙤 𝙘𝙤𝙣𝙝𝙚𝙘𝙞𝙢𝙚𝙣𝙩𝙤 𝙝𝙖́ 𝙖𝙣𝙤𝙨. Crítico de fragrâncias, jurado de premiações nacionais nas categorias de perfumaria fina e cosméticos masculinos, além de consultor particular de estilo em fragrâncias e criador do Perfumart, blog especializado no assunto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: