shadow

FAN DI FENDI EAU FRAICHE, DE FENDI

Perfumart - resenha do perfume Fendi - FAN DI FENDI EAU FRAICHEApós o sucesso de Fan di Fendi EDP, de 2010, seguido pela versão Eau de Toilette, lançada em 2011 e da versão Extreme, em 2012, a grife resolveu lançar esta versão Eau Fraiche, em 2013, que vem a ser uma versão ainda mais fresca (como o próprio nome diz).

E assim como nas criações anteriores, ingredientes como o chá verde, flores brancas e o couro continuam a fazer parte do DNA da linha Fan di Fendi e não foram retirados desta versão. Porém, enquanto as versões Eau de Parfum e Eau de Toilette trazem notas de tangerina, jasmim, patchouli e couro como notas-chave em suas composições, esta aqui foi construída a partir da versão Extreme, que explorou citrinos diferentes no topo e retirou o patchouli da composição.

Temos, então, uma pirâmide olfativa que conta com notas de limão siciliano, bergamota e cardamomo da Guatemala (na cabeça), seguidas por chá verde Sencha, jasmim e flor de laranjeira (no coração), que descansam sobre uma base de cedro, almíscar, absoluto de mate e couro (na base). É considerado um floral-aquático mas, na minha pele, se comportou como um floral-verde.

A princípio, posso adiantar que Fan di Fendi Eau Fraiche é uma delícia, que ativa sensações de relaxamento e bem-estar em nossos cérebros. Para as mais ligadas em aromaterapia, fica fácil entender essa relação, que é muito comum nos perfumes que possuem notas de chá verde. Ao mesmo tempo, a saída cítrica confere um teor fresco (não ácido) que, em conjunto com o acorde floral, resulta em um cheiro verde de liberdade, de céu aberto, de limpeza e dias ensolarados.

Fan di Fendi Eau Fraiche não tem contraindicações. É um perfume fácil de agradar e, para melhorar, é bastante compartilhável. Mas, infelizmente, também tem defeitos: embora possua longa duração, projeta mal e termina muito rente à pele, sendo necessário muito esforço para sentir a fragrância sobre os pontos de aplicação.

Então, você pode pensar: “não seria normal para uma Eau Fraiche”? E a resposta é não. Por quê? Porque apesar de ser vendida como Eau Fraiche que, em teoria, é mais leve do que uma Eau de Cologne, esta fragrância é, na verdade, uma Eau de Toilette. Eau Fraiche é apenas o seu nome (que não ganhou acento (fraîche)). Portanto, para uma Eau de Toilette, possui projeção muito abaixo da desejada.

Na minha opinião, compensa caprichar nas borrifadas e focar em ambientes menores e fechados, como consultórios médicos. Adoraria sentir esta fragrância na minha dentista, por exemplo.

Para finalizar, vale dizer que o frasco manteve a mesma identidade visual – idealizada sobre as icônicas bolsas de mão da marca – e a fragrância foi criada por Delphine Lebeau-Krowiak, Francois Demachy and Benoist Lapouza, que se uniram para criar a versão masculina e assinaram algumas das versões anteriores, já citadas neste texto.


 

The following two tabs change content below.
𝘽𝙤𝙧𝙧𝙞𝙛𝙖𝙣𝙙𝙤 𝙘𝙤𝙣𝙝𝙚𝙘𝙞𝙢𝙚𝙣𝙩𝙤 𝙝𝙖́ 𝙖𝙣𝙤𝙨. Crítico de fragrâncias, jurado de premiações nacionais nas categorias de perfumaria fina e cosméticos masculinos, além de consultor particular de estilo em fragrâncias e criador do Perfumart, blog especializado no assunto.

2 comments on “FAN DI FENDI EAU FRAICHE, DE FENDI

  1. Marize T. Sc

    Amo os perfumes da marca Fendi. Nas lojas, já não existem mais. Por favor, me informe se a Fendi nao fabrica mais os seus prefumes? .

    • Marize, a última informação que tive a esse respeito foi de que a estratégia da grife seria similar à adotada pela Chanel, que retirou seus perfumes de qualquer revendedor, colocando-os somente em lojas próprias.
      Na Chanel, realmente funciona desta forma. Com relação à Fendi, nunca visitei uma loja para ver se as fragrâncias ainda se encontram à venda no Brasil. Vou tentar me lembrar se um dia avistar uma butique própria nos shoppings de SP.

Fique à vontade para deixar o seu comentário!