shadow

FANTASTIC GREEN BIRD, DE ARTS & SCENTS

Perfumart - resenha do perfume Arts & Scents - Fantastic Green Bird

Fantastic Green Bird foi lançado em 2014 e é classificado, pela sua perfumista, como um chipre-verde. Seu conceito criativo faz alusão ao mundo da fantasia, que traz a arara verde para um outro cenário, gélido e coberto pela neve. Aqui, as máscaras de Carnaval ratificam o lado festivo e a fragrância se revela fresca, aromática e borbulhante!

Para dar vida à essa criação, a perfumista Manuela Pfannes-Völkel combinou notas de agave, aloe vera e verbena, além do acorde de tequila, no topo da pirâmide olfativa. Depois, trouxe um mix floral de jacinto, jasmim e madressilva, no corpo da fragrância, sobre uma base composta por âmbar, Artemísia e sândalo.

Na pele, a fragrância de Fantastic Green Bird começa de maneira bastante alcoólica, floral e levemente adocicada. Sem dúvidas, um drink tropical derramado sobre a pele de forma proposital.

Então, nós temos a planta do tipo Agave – de onde se obtém a tequila – reforçada pelo acorde da própria bebida, já destilada. Da Aloe Vera, sinto nuances resinosas e verdes, capazes de me fazer lembrar, visualmente, da gosma que é obtida da planta.

Esse combo verde cresce, durante a evolução, ganhando nuances mais aromáticas. O amargor da Artemísia pode ser sentido em poucos minutos, mas não incomoda porque há um buquê floral sobre ele. E é neste momento, na minha opinião, que se percebe a experiência de um perfumista em saber explorar os pontos fortes das matérias-primas nas criações independentes.

O jacinto, com seu cheiro floral-verde, se entrelaça com as facetas doces da madressilva (que lembram mel) e ganha força com a opulência floral-branca do jasmim. O drink tropical de antes se transforma em um arranjo floral com a cremosidade do sândalo.

Na minha opinião, Fantastic Green Bird perde um pouco da sua irreverência conforme evolui sobre a pele. Mas não perde potência, ponto que merece ser elogiado. Além disso, ainda que menos irreverente, continua sendo um perfume genderless e diferente do que há no mercado, característica fundamental nos dias atuais, especialmente nos segmentos Nicho / Indie.


 

The following two tabs change content below.
𝘽𝙤𝙧𝙧𝙞𝙛𝙖𝙣𝙙𝙤 𝙘𝙤𝙣𝙝𝙚𝙘𝙞𝙢𝙚𝙣𝙩𝙤 𝙝𝙖́ 𝙖𝙣𝙤𝙨. Crítico de fragrâncias, jurado de premiações nacionais nas categorias de perfumaria fina e cosméticos masculinos, além de consultor particular de estilo em fragrâncias e criador do Perfumart, blog especializado no assunto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: