shadow

GENTLEMEN ONLY PARISIAN BREAK, DE GIVENCHY

Perfumart - resenha do perfume Givenchy - Gentlemen Only Parisian Break

Gentlemen Only Parisian Break foi o flanker lançado na primavera europeia de 2016, a fim de ampliar a linha Gentlemen Only, que começou em 2013, com a versão EDT, e prestou homenagem ao perfume Gentleman, clássico de 1974. Vale lembrar que, antes desta versão, a grife já havia lançado as versões Intense (2014) e Casual Chic (2015).

A inspiração foi o frescor ensolarado da primavera convidando para uma caminhada, ao ar livre, ao longo do Rio Sena, que também vem impresso na embalagem e nas costas do frasco, representando a região da Catedral de Notre Dame, em um azul turquesa discreto e em sintonia com a fragrância.

O perfume Gentlemen Only Parisian Break foi comercializado como Eau de Toilette Fraîche e acabou se tornando uma Edição Limitada, pois rapidamente foi retirado das prateleiras e sumiu do mercado. Sua fragrância é classificada como cítrica-aromática e traz notas de limão Siciliano e menta do Nepal, na saída; Sálvia, no corpo; Vetiver do Haiti e ambroxan, na base.

Gentlemen Only Parisian Break é mais uma daquelas criações cheias de frescor, que não são originais, mas sempre são bem-vindas, especialmente quando apresentam qualidade. E esta tem qualidade de sobra!

No entanto, Gentlemen Only Parisian Break teve comportamentos distintos, conforme o volume de fragrância aplicada. Nas vezes em que apenas testei na fita olfativa, com um ou dois sprays, me deparei com um cheiro mais parecido ao de melão (ou melancia) e uma performance típica de fragrâncias azuis, enquanto nas vezes em que “vesti” a fragrância com vontade, obtive um resultado mais cítrico e até mais suculento.

A fragrância abre com um limão bastante evidente e ganha intensidade com a presença aromática da sálvia. A menta não chama muita atenção e, na verdade, parece que trocou de lugar com a nota de sálvia dentro da pirâmide olfativa, pois só consigo notá-la, com mais eficácia, depois de alguns minutos da aplicação.

Em termos de evolução, Gentlemen Only Parisian Break faz o estilo básico e linear, que não traz grandes surpresas, uma vez que seu intuito é refrescar. E nesse aspecto houve sucesso, pois o vetiver do Haiti é mais verde e leve que os demais, que são conhecidos por seu teor forte de madeiras secas e raízes terrosas.

No final das contas, Gentlemen Only Parisian Break foi mais um daqueles representantes das famílias Cologne e Sport, que merecia ter permanecido à venda no portfólio da grife, pois faz frente às fragrâncias concorrentes como Dior Homme Cologne (2013) e Jimmy Choo Man Ice, sem deixar nada a desejar.


The following two tabs change content below.
𝘽𝙤𝙧𝙧𝙞𝙛𝙖𝙣𝙙𝙤 𝙘𝙤𝙣𝙝𝙚𝙘𝙞𝙢𝙚𝙣𝙩𝙤 𝙝𝙖́ 𝙖𝙣𝙤𝙨. Crítico de fragrâncias, jurado de premiações nacionais nas categorias de perfumaria fina e cosméticos masculinos, além de consultor particular de estilo em fragrâncias e criador do Perfumart, blog especializado no assunto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *