shadow

MODERN PRINCESS EAU DE PARFUM, DE LANVIN

Perfumart - resenha do perfume Lanvin - Modern Princess EDP

O perfume Modern Princess Eau de Parfum foi lançado em meados de 2016 e contou com a experiência de Christophe Raynaud (Firmenich), que já deixou sua marca em fragrâncias de grifes como Cacharel, Dolce&Gabbana, Azzaro, entre outras.

O conceito por trás da criação teve, como inspiração, a mulher multifacetada, aquela que é corajosa, determinada e não possui amarras: a princesa moderna. A campanha publicitária mostrou uma espiã trabalhando à noite, que se transforma na doce usuária de um belo vestido vermelho ao chegar em casa (que é a cor da embalagem do produto).

A fragrância de Modern Princess deu vida a um novo pilar feminino para Lanvin e possui notas maçã Pink Lady e groselha vermelha, no topo; Frésia e jasmim, no coração; Acorde amadeirado, almíscar branco e baunilha-orquídea (Vanilla Planifolia), na base.

Mas antes de comentar sobre a fragrância e a minha avaliação, preciso discordar do conceito trabalhado. Para mim, a ideia de liberdade e atitude não combina com a mulher que precisa se disfarçar de doce e frágil. Muito pelo contrário, só reforça o estereótipo do qual as mulheres lutam, há anos, para se livrar. A mulher empoderada não muda para se encaixar em padrões sociais; ela possui atitude em qualquer momento de seu dia.

Outro ponto importante: busquem por informação. Desde que este perfume foi lançado, inúmeras resenhas falam do uso da maçã vermelha. Porém, Modern Princess foi construído com maçã Pink Lady, que pertence à uma seleção extremamente rigorosa de maçãs do tipo Cripps Pink. Ela tem nuances de cor rosa sobre uma base amarela, costuma ser mais crocante e tem uma polpa densa e firme, de excelente sabor. O próprio perfumista, durante as coletivas de imprensa, disse: “Elas são mais crocantes do que as maçãs vermelhas e seu sabor frutado e delicadamente doce foi capturado pela exclusiva tecnologia da Firmenich”.

Na pele, Modern Princess Eau De Parfum dá um banho de suculência e sinestesia, pois a cor vermelha é o que vem primeiro à mente. A acidez doce da groselha vermelha (mais frutada do que a preta) casou perfeitamente com a nota de maçã. Mas a sensualidade da fragrância está no coração, pois foi utilizado um extrato especial do jasmim, chamado Jasmine Petal Firnat, que consegue chegar o mais próximo possível do cheiro natural de uma flor de jasmim ainda presa em seu caule. Isso traz uma faceta mais carnal, criando contraste com a saída de teor mais inocente. Para fechar, um toque sedoso de almíscar confere mais durabilidade à fragrância, que recebe uma pincelada de efeito abaunilhado.

Até aqui, Modern Princess satisfaz aos que gostam de perfumes com cheiro de maçã. O problema, porém, é a suavidade demasiada – e desnecessária – que transformou uma fragrância interessante em algo chato, discreto e sem personalidade. Mas a fixação, ainda que muito criticada por várias usuárias, não foi algo que me decepcionou.

O frasco foi criado por Carré Basset e possui a silhueta de um vestido moderno e acinturado, trazendo a corrente, um dos símbolos da grife. É perfeito para as Brancas-de-Neve da atualidade.


 

The following two tabs change content below.
𝘽𝙤𝙧𝙧𝙞𝙛𝙖𝙣𝙙𝙤 𝙘𝙤𝙣𝙝𝙚𝙘𝙞𝙢𝙚𝙣𝙩𝙤 𝙝𝙖́ 𝙖𝙣𝙤𝙨. Crítico de fragrâncias, jurado de premiações nacionais nas categorias de perfumaria fina e cosméticos masculinos, além de consultor particular de estilo em fragrâncias e criador do Perfumart, blog especializado no assunto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: