shadow

COLOGNE, DE THIERRY MUGLER 

Perfumart - resenha do perfume Mugler - COLOGNEComeço com uma confissão: não posso viver sem 1 frasco deste perfume em minha coleção!

Esta fragrância deveria ser simples de ser comentada, mas é muito difícil traduzir, em palavras, tudo o que ela significa. Abre com notas de bergamota, néroli e petitgrain. No coração, flor de laranjeira africana e uma base de almíscar branco. O segredo desta fragrância é o uso da “molécula S” no coração da fragrância, que foi uma inovação na época de seu lançamento, em 2001, pois trouxe a promessa de reforçar o poder das demais notas por mais tempo, já que se tratavam de notas tidas como voláteis.

O resultado é um aroma fresco, com cara de colônia, totalmente unissex, que consegue resistir por mais de 6 horas na pele e, embora você não sinta mais o perfume exalando, as pessoas irão notá-lo em você. É um dos poucos perfumes que conseguem, de verdade, me passar a sensação de banho tomado por horas a fio, fora que o aroma cítrico é delicioso. A tal “molécula S” foi mesmo um “S”ucesso e não dava pra esperar nada menos inovador vindo de Thierry Mugler.

É perfume obrigatório na coleção de quem vive em locais extremamente quentes.


The following two tabs change content below.
𝘽𝙤𝙧𝙧𝙞𝙛𝙖𝙣𝙙𝙤 𝙘𝙤𝙣𝙝𝙚𝙘𝙞𝙢𝙚𝙣𝙩𝙤 𝙝𝙖́ 𝙖𝙣𝙤𝙨. Crítico de fragrâncias, jurado de premiações nacionais nas categorias de perfumaria fina e cosméticos masculinos, além de consultor particular de estilo em fragrâncias e criador do Perfumart, blog especializado no assunto.

2 comments on “COLOGNE, DE THIERRY MUGLER 

  1. flavia

    Adorei a resenha, realmente essa molecula S deixou o limão bem espacial.. parabéns pela resenha

Fique à vontade para deixar o seu comentário!