shadow

TABAK, DE MAHOGANY

Perfumart - resenha do perfume Mahogany - Tabac

O perfume Tabak foi lançado no ano de 2006 e ainda é um dos mais vendidos para o público masculino da Mahogany. Mas seu sucesso não surgiu da noite para o dia. Na verdade, Tabak pegou carona na fama de um perfume da concorrência, que foi lançado em 1989 e fez bonito, durante muito tempo, quando a globalização abriu fronteiras e permitiu importações mais rápidas, além de apresentar um novo perfil de consumo, com mais brasileiros viajando para o exterior. Estou falando do perfume Vezzo (L’acqua di Fiori) que, por sua vez, foi inspirado em Zino (Davidoff), de 1986.

Tabak possui notas de saída de bergamota e limão, seguidas por notas de lavanda, gerânio e acorde floral, no coração, sobre uma base de sândalo, almíscar, baunilha, fava tonka e madeiras nobres. Sua fragrância combina com a cor de seu frasco, pois marrom é a primeira cor que vem à mente quando sinto este perfume na pele. E o nome, é claro, nos leva direto ao tabaco, cheiro pelo qual a fragrância original (Zino) ficou conhecida, embora não tenha tal nota na composição e seu cheiro seja resultado de um mix de madeiras, baunilha e patchouli.

Tabak é delicioso, viril, sensual, etc. e possui uma saída mais cítrica e perceptível do que a de Zino. Seu teor leve perdura por quase toda a evolução e se agarra ao cheiro canforado e metalizado do gerânio, que fica ainda mais fácil de ser notado quando testado na fita olfativa. E isso lhe confere uma luminosidade própria, que acaba abrindo espaço para uma maior versatilidade no uso. Seu acorde floral não é tão notável quanto o que existe em Zino, mas permite uma boa evolução para a base, onde vive o real segredo da fragrância. Então, uma nuance de madeira quente e adocicada surge, como se estivesse banhada por uma mistura que lembra chocolate amargo com caramelo. E assim permanece, até sumir do corpo.

Na minha pele, Tabak possui uma saída extremamente explosiva, que exala muito e vai se tornando mais calma, ficando muito mais rente do que eu gostaria. A fixação também é boa, mas nada de extraordinário, ainda mais se levarmos em consideração suas notas. Em mim, tem duração média de seis horas.

Do ponto de vista comparativo, sinto que Tabak foi mais inspirado na fragrância de Vezzo (seu concorrente direto no mercado brasileiro) do que na de Zino, que me mostra algumas nuances bem diferentes ao longo da evolução. O resultado final é realmente similar, mas as diferenças existem.

Tabak tem qualidade e uma fragrância madura (sem ser datada). Sem dúvida, um dos melhores perfumes masculinos da Mahogany.


 

The following two tabs change content below.
Publicitário, amante da comunicação, blogueiro, apaixonado por fragrâncias e cosméticos em geral. É colecionador de perfumes, crítico de fragrâncias nacionais e internacionais, consultor particular de estilo em perfumaria e dono de um grupo no Facebook voltado apenas para os homens. Criador e proprietário do Perfumart, portal especializado em perfumaria.

Fique à vontade para deixar o seu comentário!

Translate »